Velho Chico ganha 50.000 alevinos

Dai ao rio o que ele sempre teve: peixes. Explorado ao longo dos anos – em projetos de irrigação, barragens de usinas elétricas, transposição – o Rio São Francisco padece. Até seus peixes começam a sumir. Por esse motivo, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) acaba de  realizar um peixamento no Velho Chico, com a introdução de 50 mil alevinos em suas águas.

O peixamento ocorreu no município sertanejo de Petrolina. Os alevinos, todos de espécies nativas daquela região, foram produzidos no Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Bebedouro, que fica naquele município localizado a 780 quilômetros do Recife. Entre as espécies do peixamento estão pacamã e piau verdeiro. O evento terminou se transformando em aula de educação amabiental, e contou com participação de 25 alunos do colégio municipal Anézio Leão.

“Fiquei bastante emocionada. Eu conheço o rio desde que nasci e estar aqui, no dia do seu aniversário, colocando vidas nele, é muito legal. Foi emocionante”, disse a estudante Júlia Pereira. O peixamento ocorreu na sexta, quando se comemora o Dia do Rio São Francisco. O Superintendente Regional da Codevasf em Petrolina, Aurilvalter Cordeiro, informou que além do peixamento, a entidade vem trabalhando para melhorar a situação dos rios sertanejos.

“Em toda a sua área de abrangência nos Vales do São Francisco, Parnaíba, Itapecuru e Mearim, a Codevasf já investiu quase R$ 2 bilhões em sistemas de esgotamento sanitário e abastecimento de água, gestão de resíduos sólidos e controle de processos erosivos. Mais de mil nascentes já foram cercadas e protegidas. Isso mostra a preocupação que temos tido com a preservação desse tesouro que é nosso rio”, disse.

Leia também:
Velho Chico recebe 40 mil peixinhos
FPI: a despedida do lixão

A “mentira” da fome e a realidade do lixão do Sertão que comoveu o Brasil

Servidor federal punido porque fez a coisa certa no meio ambiente

Sertanejos temem usina nuclear

De olho no Sertão do São Francisco

FPI resgata animais em risco no Sertão 
Em nome do São Francisco e do Sertão
Flora do Sertão sofre ameaça 
Árvores viram carvão no Sertão 
Mais árvores virando carvão
Pássaros ganham liberdade no Sertão 
Velho Chico recebe 40.000 peixinhos
Com tantos venenos liberados no Brasil, cuidado com o que você come
Tilápias podem prejudicar o Velho Chico
Operação gigante mobiliza Sertão
Das rodovias aos pequenos pacientes
Entre as BRs e o câncer das crianças
Teatro para educação no trânsito
Liberdade para os pássaros

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife 
Foto: Codevasf / Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.