Barco solar para o Rio Capibaribe

Que tal um barco movido a energia solar, para fazer travessias entre o Poço da Panela e a Iputinga? Essa é a proposta da Orbe, grupo que faz parte do Projeto Citinova, e que pretende construir e operar um barco movido a energia solar, para facilitar a travessia entre os dois bairros da Zona Norte. Hoje à noite haverá uma oficina de ideação com a comunidade para discutir o assunto. O encontro está marcado para as 19h, no Salão Paroquial da Igreja de Nossa Senhora da Saúde (Rua Antônio Vitrúvio, 71, Poço).

Tudo bem. Desde que não tire o ganha pão de ninguém. Atualmente a travessia pelo Rio Capibaribe naquela área é feita artesanalmente pelo barqueiro conhecido como Pai, figura muito popular e querida no Poço da Panela, inclusive pelos frequentadores do Jardim Secreto. A força que move o seu barco não é a solar, mas a das mãos, pois ele puxa o barco segurando uma corda, que fica amarrada em pontos opostos às margens do Rio.

O projeto do barco solar está sendo gerenciado pela Aries – Agência Recife para Inovação Estratégica, com financiamento do Banco Mundial (Bird), que apoia projetos em países em desenvolvimento. Os colaboradores do Projeto informam que o objetivo da oficina “é construir de forma colaborativa várias possibilidades para o projeto, entendendo os melhores caminhos para que ele seja eficiente para quem vai ser contemplado com o serviço”. E acrescentam: “Se você sente que pode contribuir com ideias e pode participar, bote na agenda. Bora?” A inscrição não é obrigatória, mas pode ser feita no http://bit.ly/oficinapoçodapanela ou pelo telefone (81)995207462.

Leia também:
Vaquinha para limpar o Rio Capibaribe
Vamos limpar o Rio Capibaribe
Sábado tem “Há gosto pelo Capibaribe”
Lixo: dia pescaria no Rio Capibaribe
Parem de derrubar árvores (200) Degola no Poço da Panela

Poço da Panela: livro, passado e música
Parem de derrubar árvores (183)
 
Parem de derrubar árvores (134)
Moradores rejeitam lojão no Poço

O Poço da Panela resiste
Poço da Panela: plantio de árvores contra Atacado dos Presentes

História do Jardim Secreto para Crianças
Gentilezas urbanas do outro lado do rio
Primeiro transplante urbano é no Jardim Secreto

Texto e foto: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.