Poço da Panela: protesto com plantio

Depois das degolas  de árvores em dois terrenos do Poço da Panela,  moradores decidiram protestar com plantio de mudas em ruas próximas aos dois empreendimentos em implantação naquele bucólico e histórico bairro da Zona Norte, um dos poucos do Recife que mantém algumas características dos séculos passados, incluindo ruas estreitas e casarões antigos.

Eles fizeram o plantio em protesto contra a construção de um lojão do Atacado dos Presentes na Avenida Dezessete de Agosto, que terá uma das entradas pela chamada Avenida Dr Seixas, na realidade uma estreita via de cerca de 150 metros de comprimento, sem calçadas nem asfalto. Na última sexta, também reclamaram da devastação do verde em uma área onde vem sendo erguido um prédio pela Construtora Haut, onde 17 plantas serão suprimidas, incluindo mangueiras centenárias. Os cortes da Haut já começaram. Os moradores fizeram o plantio de sete árvores, sendo duas aroeiras na Avenida Dezessete de Agosto, em calçada onde o #OxeRecife já  havia acusado uma degola recente, cuja reposição não foi feita pelos órgãos oficiais. Na Dr Seixas, foram plantados três ipês amarelos, uma aroeira e um baobá.

No caso do Atacadão, os responsáveis pela obra asseguram que só dois coqueiros serão suprimidos e que as demais árvores do terreno serão preservadas.  Mas o #OxeRecife, na sua campanha #ParemDeDerrubarÁrvores passou lá e constatou que somam pelo menos dez os toquinhos na área onde a loja será construída. Já a Haut diz que fará compensação com plantio de 32 árvores e mais de mil menores que comporão o telhado verde do empreendimento em construção na Rua Luís Guimarães, no Poço. Arquitetos que tiveram acesso à planta do projeto da Haut, no entanto, questionam a informação da empresa. Acham que pelo que viram no papel, o espaço destinado aos jardins do prédio em construção não é suficiente para comportar as 32 anunciadas pela empresa.

Leia também:
Parem de derrubar árvores (200)

Parem de derrubar árvores (198)
Parem de derrubar árvores (199)
Charme: calçada para andar e sentar 

Parem de derrubar árvores (53)

Parem de derrubar árvores (164)
Poço da Panela: livro, passado e música
Parem de derrubar árvores (183)

E o pedestre, como é que fica?
Parem de derrubar árvores (134)
Da árvore só restou o pó de serra
Moradores rejeitam lojão no Poço

O Poço da Panela resiste
Poço da Panela: plantio de árvores contra Atacado dos Presentes

História do Jardim Secreto para Crianças
Gentilezas urbanas do outro lado do rio
Primeiro transplante urbano é no Jardim Secreto

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Moradores do Poço/ Cortesia

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.