Rede pública: a vez da robótica

Está virada, a garotada das escolas públicas do Recife. Em apenas uma semana, somam quatro as equipes em viagens para participar de feiras de ciências, exposições, ou certames internacionais. O embarque mais recente é nessa sexta-feira. Seis alunos da rede municipal estão seguindo para Guarulhos (SP), onde participam da etapa nacional da Word Robot Olympiad (WRO), que será realizada no sábado 14/09, no Centro Universitário Eniac. São duas equipes, que vão disputar vaga para o mundial que será realizado em novembro deste ano na Hungria, nas categorias Junior High e Senior High.

A primeira equipe é formada por Edson Christiano dos Santos (13), Jamerson Kauan Nascimento (14) e Lorena Lopes (15). O grupo vai disputar a categoria Junior High e resolver desafios robóticos, exclusivamente com materiais LEGO. Eles representam as escolas municipais Hugo Gerdau e João XXIII. A segunda é o time formado pelos estudantes Cauã Vitor dos Santos (16), José Jonas da Cruz (17) e Gabriel da Silva (16). Os três adolescentes vão competir na categoria Senior High, representando as escolas Hugo Gerdau e Padre Antônio Henrique.

Os temas da competição são Cidades Inteligentes (para a categoria Júnior High) e  Rede Inteligente (para a categoria Senior Higt). O robô deve ajudar em soluções  que podem modernizar sistema de iluminação e facilitar, por exemplo, o uso de fibras óticas na implantação da rede em uma cidade. Em 2014, estudantes da rede municipal de ensino do Recife já haviam participado da competição  onde foram para a etapa nacional disputada em São Carlos (SP) e para o mundial na cidade de Sochi, na Rússia, como convidados. Já em 2018 três equipes disputaram a competição em Jundiaí – SP, e uma conquistou o quarto lugar. Em outubro, mais 12 alunos das escolas municipais do Recife disputarão a Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), entre os dias 22 e 26 de outubro, no Rio Grande do Sul.

Leia também:
Escola pública representada no  Peru
Mustardinha: ecobarreira vai a São Paulo e Paraguai
Alunos “derrubam” 70.000 concorrentes
Estudantes de Escola Pública embarcam para Nova Iorque (Genius Olympiad)
Alunos de escola estadual em Bezerros desenvolvem aplicativo para Fenearte
Alunos fazem aplicativo para Fenearte 
Drama da Paixão: aplicativo para turistas
São João: estudantes criam aplicativo
Na contramão do governo Bolsonaro
Criança Alfabetizada: destaque na educação dará prêmio a prefeitos
Os idiotas úteis e o idiota inútil

Pet vira barreira para reter lixo em canal
Mais 19 anos sem saneamento. Pode?
 Recife, saneamento, atraso e tigreiros
Era um riacho, mas leito espesso parece asfalto
Riachos podem ser recuperados
Riacho Parnamirim ainda tem jeito

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Divulgação / PCR

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.