“Cobogó das Artes” solta os vampiros de “Lua de Sangue” no Teatro Apolo

Tido como sombrio – marcado inclusive por acontecimentos que vão das superstições a fatos da história real – agosto é um mês no qual os mitos e lendas tomam conta do imaginário popular. Não é à toa, portanto, que os vampiros estão soltos, invadindo espaços culturais em Pernambuco. E o farão através da comédia Lua de Sangue que até o próximo dia 24, terá percorrido os palcos de Salgueiro (Sertão), Recife e Olinda (Região Metropolitana). No Recife, a estreia é no sábado 17, no Teatro Apolo, às 19h. Não deixe de ir. Quem não gosta de rir?

O texto é do professor, dramaturgo e encenador Robson Teles (foto à esquerda), Doutor em Literatura e Cultura pela Universidade Federal da Paraíba. Ele é professor do curso de Letras da Universidade Católica de Pernambuco, vice-Presidente do Instituto Cultural Osman Lins e autor do livro Uma Casa de Ideias. A direção é de Adriano Portela, com elenco formado pela Escola Cobogó das Artes, projeto artístico da Portela Produções, que representa uma inovação no jeito de fazer arte em Pernambuco. No ano passado, a Cobogó encenou Lisbela e o Prisioneiro, de Osman Lins, lotando a plateia do Teatro Apolo, com montagem em que explorou bastante a presença e a força da mulher.

Adriano Portela (à direita, em primeiro plano) é criador do Cobogó e agitador cultural. Em 2019, estará lançando três espetáculos, livro e um longa-metragem. A direção coreográfica de Lua de Sangue é da atriz e bailarina Vanessa Sueidy, que também é apresentadora de festivais de dança, como o Abril Dance Festival (2019) e a 3ª Mostra Competitiva de Dança de Pernambuco.  O Cobogó das Artes tem se destacado por democratizar o acesso à cultura,  através cursos de música, teatro, artes dramáticas. Tudo de graça ou a preços populares.

Apesar das trajetórias sempre dramáticas dos vampiros, Robson Teles transformou a vida deles em comédia. Em plena noite de núpcias de seu filho Ákno com a desinibida Sásha, o Conde Málaf Drácula e sua esposa Tábata acabam descobrindo que o herdeiro tem algo a contar e que pode arruinar a reputação da milenar família. Com a visita do famoso Duque Blond e sua estranha esposa Lessie, o segredo de Ákno pode estar prestes a ser revelado. E Tábata Drácula pode pôr tudo a perder ao se encantar pelo primo de Sásha, o recém chegado Marquês Juan DiBarco. Vamos conferir?

Leia também:
Cobogó das Artes começa sábado
Cobogó das Artes tem cursos de férias
Só dá mulher em “Lisbela e o Prisioneiro”
Lisbela e o Prisioneiro” está de volta
Marcha Fúnebre, de Osman Lins, tem exibição no Arquivo Público
O mergulho na obra de Osman Lins
Palco ganha Clarice Lispector e Sylvia Plath

Serviço:
O quê: Turnê de Lua de Sangue

Dia 16/08 (sexta) – estreia no II Festival de Teatro e Cinema do Sertão (Salgueiro), na Praça Central, 19h, de graça
Dia 17/08 (sábado) – estreia no Recife. Teatro Apolo. 19h. Ingressos: R$ 30 e R$ 15
Dia 18/08 (domingo) – apresentação no Recife. Teatro Apolo. 19h. Ingressos: R$ 30 e R$ 15
Dia 24/08 (sábado) – estreia em Olinda. Teatro Bonsucesso. 19h. Ingressos: R$ 15.
Endereços: o Teatro Apolo fica na Rua do Apolo,  121, Bairro do Recife. Já o Bonsucesso fica na Estrada do Bonsucesso, 328, Bonsucesso, Olinda.
Pontos de venda: Na sede da Cobogó das Artes: Rua Oiticica Lins, 134. Areias. Nas terças, quartas e sábados, ambos no período da tarde;  Diretamente com elenco;  ou  Reservas pelo direct do @cobogodasartes

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Rafaella Gomes/ Cobogó das Artes / Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.