Boa Viagem: risco de acidente em bancos degradados à beira-mar

Boa Viagem precisa de cuidados. A praia, um dos principais cartões postais do Recife oferece risco, para quem gosta de matar tempo à beira-mar, onde as pessoas  param para tomar cerveja ou água de coco, conversar, jogar dominó ou mesmo respirar a brisa que vem do oceano.  É que os bancos de um bom trecho da orla encontram-se rachados, com o concreto corroído pela maresia. E, pior, muitos estão com as ferragens expostas, como vocês podem observar no detalhe da fotografia, impondo risco de acidente a quem neles senta. O flagrante foi captado em uma das minhas caminhadas pelo calçadão, em momento de maré alta.

Com a maré baixa, costumo andar descalça na praia. Mas quando ela está alta, calço o tênis e sigo pelo  calçadão. O caminho perto do asfalto nos leva a ver o que não se quer: cano de esgoto jorrando na areia (em frente ao Edifício Ambrósio Trajano, numero 3650 da Avenida), calçada precisando de reparos, bicicletas e carroças transitando na área destinada a pedestres. Mas o que  chama a atenção, mesmo, são os bancos em petição de miséria. Alguns já nem possuem perfeitas as estruturas de sustentação. A situação é crítica na parte mais turística de Boa Viagem, entre as ruas Padre Carapuceiro e o terminal, área onde fica  concentração de hotéis e um dos trechos mais solicitados pelos banhistas.

Bancos da orla de Boa Viagem estão com ferragens expostas e alguns até já cederam no meio, devido à maresia.

Nas proximidades do Grand Mercure Recife – ex Recife Palace, ex Lucsin e ex Tulip – a situação é de fazer vergonha não só aos turistas como aos próprios recifenses.  Ali há bancos com ferragens pontiagudas expostas, o que representa risco feio de acidente.  E corte com materiais enferrujados indica necessidade até de vacina contra o tétano. Já entre o Edifício Acaiaca – um dos pontos de referência da orla – e o Segundo Jardim, os bancos estão com o concreto em bom estado.

No entanto, o trecho com os bancos de concretos em bom estado não é longo. Porque perto do Pina, são muitos os na mesma situação da observada nas proximidades do Grand Mercure. Tem assento em situação tão precária, que cedeu.  Em outros, foram as próprias colunas de sustentação que racharam.  O verão vem aí e turista é o que não vai faltar na praia de Boa Viagem. Além dos bancos, vários trechos do calçadão precisam de reparos. E não custa nada fiscalizar e multar barraqueiros que continuam descartando seu lixo na areia da praia. São sempre os mesmos. É só chegar, notificar, multar e ameaçar cassar a licença. Duvido que assim eles não tomem jeito.

Leia também:
Boa Viagem tem esgoto na areia
Boa Viagem tem exposição de fotos
Plásticos poluem Boa Viagem
Boa Viagem: asfalto agora tem dono
Boa Viagem está limpa?
Ação contra a exploração em Boa Viagem

Texto e foto: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Um comentário

  1. Como moradora e frequentadora da praia de Boa Viagem, procuramos preservar os bancos onde se encontram diariamente as “Amigss e amigos da Praia de Boa Viagem, no quiosque 29 ( do Pereira ). São pintados de cor-de-rosa.
    Já descobriram isso ? É o nosso ato de protesto contra a Prefeitura do Re cife. Curiosamente estão pintados nessa cor como protesto das mulheres “amigas da praia” contra os homens ocupavam o nosso ponto de encontro..
    O melhor é que os nossos amigos procuram respeitar os bancos das “meninas” amigas da praia.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.