Parem de derrubar árvores (184)

Coitada. Tanto que fizeram, que acabaram com essa árvore daí. Menos uma, no Recife do arboricídio. Não era grande, mas até que dava uma sombra às pessoas que frequentam a calçada da Rua Agrestina, no Bairro de Santana, na Zona Norte do Recife.

O toquinho fica bem perto da esquina com a Avenida Dezessete de Agosto. Primeiro, cortaram os galhos, as folhas, a chamada poda. Depois, a árvore  – que não era de grande porte – definhou até morrer. Mas até o momento não houve reposição, nem pela Maratona Verde nem pelo Programa Bora Plantar.

Ela fica na calçada de uma agência bancária, onde – aliás – há outro absurdo. A galeria pluvial que deveria receber águas da chuva, nessa mesma esquina, foi totalmente obstruída. Não com lixo, como é comum se observar no Recife. Mas, com… tijolos. Pode? O autor do absurdo, ninguém sabe, ninguém viu. Será que é o mesmo responsável pela morte da árvore? Pois pela natureza do corte, dessa vez não foi a motosserra insana que guilhotinou seu tronco.

Leia também:
Parem de derrubar árvores (183) 
Parem de derrubar árvores  (99) 
Parem de derrubar árvores  (178)
Parem de derrubar árvores (168)
Parem de derrubar árvores (167)
“Sai Dessa Noia” plantando árvores
“Bora plantar?”  Chame o 156

Texto e foto: Letícia Lins / #OxeRecife 

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.