Arthur Philipe trocou a carreira camerística pela música popular

A manhã desse domingo (7) pertence a Arthur Philipe.  O cantor pernambucano estará a partir das 10h no salão térreo do Palácio do Campo das Princesas, para presentear o público com o show Nat King Cole for Lovers. A ideia de reunir o repertório do saudoso cantor americano (1919-1965) surgiu em 2007, quando Philipe apresentou-se em palcos diversos, e arrebatou elogios de artistas como Pery Ribeiro. E também de Leni Andrade, com quem chegou a dividir palco.

Além  de intérprete, Arthur Philipe é, também, jornalista e pesquisador. Possui formação erudita, pois  estudou no Conservatório Pernambucano de Música. No período, conciliava o aprendizado musical com curso de jornalismo. Mas não quis a profissão jornalística. Também não seguiu a carreira camerística, que poderia ter sido traçada nos anos de estudos no CPM. Ele preferiu dedicar-se ao jazz e à música popular, seja brasileira ou estrangeira. Em dezembro do ano passado, apresentou-se no Projeto Música no Palácio.

Na ocasião, interpretou os grandes sucessos de Charles Aznavour (1924-2018), incluindo She, que fez questão de cantar em francês e em inglês. Esta, a versão que bombou no mundo, depois do sucesso do filme Um Lugar Chamado Notting Hill, estrelado por Julia Roberts, que fez par romântico com o ator Hugh Grant.

O músico já dividiu palco com diversos artistas da cena local como Dalva Torres, Lucinha Guerra, Claudia Beija, André Rio. No cenário nacional,  além de Leny Andrade, também teve participação em show de Altemar Dutra Jr. Ele chegou a ser citado pela revista Continente Cultural como o único intérprete masculino de jazz em Pernambuco e um dos melhores do País.   Fundou a banda Quintessence, que interpreta e recria standards do jazz norte americano, da música pop e da bossa nova.  Atualmente, se apresenta em casas de shows, restaurantes e bistrôs, enaltecendo o jazz e a música nacional. Vamos conferir?

Leia também:
Dupla divina: Marisa e Paulinho
Imperdível: Viva Caymmi no Recife
Cesta de Música: black, MPB e LGTBQI
Pernambuco é meu canto bombou
Música no Palácio: do chorinho ao frevo
Música no Palácio bombou hoje
Música portuguesa com certeza
Repertório junino no Música no Palácio

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.