Banda Sinfônica lembra Jackson do Pandeiro com Josildo Sá no Santa Isabel

Depois do Quinteto Violado – que fez show no Sítio Trindade, no último dia 24, comemorando o centenário de Jackson do Pandeiro (1919-1982) –  agora a população do Recife tem mais uma chance de conferir a herança deixada pelo músico paraibano, que ficou conhecido pela sua destreza vocal no trato com diferentes sons (xotes, cocos, emboladas, baiões, sambas) e que chegou a ser considerado o Rei do Ritmo. É que a Banda Sinfônica do Recife faz concerto gratuito na noite dessa quarta (26)  para lembrar Jackson do Pandeiro. A apresentação terá participação do cantor Josildo Sá.  O concerto ocorre no Teatro Santa Isabel, a partir das 20h.

Mas é preciso chegar uma hora antes, para a retirada dos ingressos na bilheteria do Teatro.”Para mim, Jackson do Pandeiro e Luiz Gonzaga são os dois maiores ícones da música nordestina. Como era um grande percussionista, Jackson trouxe para o canto uma habilidade com a divisão rítmica, realmente, muito original. Essa maneira de cantar, de dividir, nenhum cantor fez ou faz como ele”, exalta Nenéu Liberalquino, regente da Banda Sinfônica. Mas a homenagem a Jackson do Pandeiro não ocupará todo o programa da Banda na noite de hoje.

Josildo Sá (de gravata borboleta) participará do concerto da Banda Sinfônica do Recife: Jackson do Pandeiro

O programa preparado pelo maestro Nenéu contempla outros clássicos da música brasileira e internacional. O concerto abre com a intensa e dramática Galop (do russo Dmitri Shostakovich), para em seguida enveredar pela beleza da Ária das Bachianas Brasileiras n. 5 ( de Heitor Villa-Lobos). Criada pelo pianista e compositor paraibano Geraldo Medeiros, a obra Côco ta-ra-ta-tá prepara o clima para celebração à memória de José Gomes Filho, o Jackson do Pandeiro. O medley arranjado por Nilson Lopes é composto pelas músicas O canto da ema, Sebastiana, Cabeça feita e Na Base da chinela.

Com mais de 20 anos de carreira e tarimbado na arte do canto em ritmos quebrados – como o samba de latada – o cantor Josildo Sá sobe ao palco do Santa Isabel e se integra ao conjunto musical nessa homenagem a Jackson.  O artista tem feito participação intensa nos festejos de junho no Recife: cantou na Missa do Vaqueiro do Recife, interpretou a Ave Maria Sertaneja na Procissão dos Santos Juninos, e canta no dia 28 no palco principal do Sítio Trindade. Para encerrar a noite, a Banda Sinfônica do Recife interpreta Tarantella, grande clássico da cultura italiana, e Pilatus: Mountain Of Dragons (de Steve Reineke). Ou seja, imperdível tudo:  a Banda, o repertório e Josildo.

Leia também:
Banda Sinfônica: de Mozart a Pixinguinha
Danado de Bom no Santa Isabel
São João tem novos arraiais no Recife
Josildo Sá: forró, frevo e romantismo
Procissão dos Santos Juninos: São João verdadeiro sem precisar de funk nem DJ
Missa do Vaqueiro: do Sertão ao Cais

Texto: Letícia Lins /  #OxeRecife
Foto: Wesley de Almeida/ Divulgação/ PCR

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.