“Cabeça martelando” com animais em cativeiro

“Estava com a cabeça martelando que era errado. Agora estou com a cabeça limpa, tranquila”. Foi assim que o estudante Artur Caiçara (foto), 16, se definiu ao fazer entrega voluntária de três animais de estimação, que ganhara ainda criança: um jabuti, um periquito-da-caatinga e um papagaio. Os animais já estão em poder da Agência Estadual de Meio Ambiente (Cprh), para posterior devolução à natureza.

O estudante mora na cidade de Santa Cruz do Capibaribe, uma das oito beneficiadas com campanha educativa da Cprh, sobre a importância de preservar os animais na natureza. Artur fez o desabafo nas redes sociais, através das quais comunicou sua decisão. “Alguma coisa na minha consciência dizia que estava errado, que não deveria ficar com eles. Doeu, mas aprendi muito com isso. Quando você ama, não deve pensar só em si”.

O garoto havia tomado a decisão ao participar da programação da Semana do Meio Ambiente em sua escola, com debates e palestras que abordaram questões relacionadas à fauna. Decidido, gravou uma emocionante relato e divulgou em redes sociais para explicar sua entrega voluntária. Santa Cruz do Capibaribe fica a 192 quilômetros da Capital. A cidade foi uma das visitadas na campanha educativa feita pela Cprh, na semana passada, e onde até uma família inteira, com quem havia muitos pássaros, decidiu entregar as aves para posterior liberação. E viva a natureza!

Leia também:
Aos 50, jabutis retornam à natureza
Festival de aves no Sul da Bahia
O tempo bom do joão-de-barro
Pintor ameaçado salvo por Edivânia
A Tim e o ninho tecnológico do carcará
Gavião relógio, imponente, raro e ferido
Temendo gavião, aposentada entrega papagaio de estimação
Salvo papagaio acuado por cachorro
Solange e Kátia e salvam iguanas

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Divulgação/ Cprh

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.