“CurioCidades”: o Recife turístico, cultural e afetivo de 40 fotógrafos

Um dos programas de grande empatia da gestão municipal, o Olha! Recife ganhou uma nova versão: o Olha! Recife Fotográfico,  quando foi criado um roteiro com direito a guia, voltado não para visitantes comuns, mas sim para fotógrafos profissionais, interessados em documentar a beleza da cidade. Foi o Recife Cultural, Turístico e Afetivo, dentro do Olha! Recife CurioCidades. A excursão já rendeu até vídeo institucional, pois contou com reforço de atores e até músicos nas ruas.

A iniciativa foi do fotógrafo Max Levay que ganhou logo a parceria da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer. Ele chamou outros profissionais para se integrar ao grupo, contando com ajuda de guia e o suporte de um ônibus, já que foram visitados não só o centro da cidade, mas também bairros periféricos, beneficiados pelo Programa Mais Vida nos Morros, que vem emprestando novo colorido aos altos do Recife.

As intervenções do Mais Vida nos Morros – que contam com a participação das comunidades – deixaram os altos muito mais  fotogênicos, como vocês podem perceber nas duas fotos.  “No sábado (15/6), pudemos colocar em prática um projeto fotográfico inovador pensado para o Recife, que envolveu música, arte de rua, improviso, poesia, encontros, tudo isso em sintonia aos diversos cenários urbanos de nossa Capital”, diz Max. O city tour fotográfico teve rota a pé e em ônibus.

“Saímos do centro da cidade até os morros, compartilhando essa experiência com as comunidades,  as pessoas, em um circuito afetivo, acompanhado por grupo de mais de 40 pessoas”, acrescenta o idealizador do passeio. Na rota a pé, constaram Marco Zero, Rua do Bom Jesus, Praça do Arsenal, Paço do Frevo, Pontes Buarque Macedo e Maurício de Nassau. E ainda: Praça da Independência, o antigo prédio sede do Diário de Pernambuco, a Matriz de Santo Antônio, que passou por período de restauração. De ônibus, os profissionais foram a Poço da Panela, com visita à Igreja de Nossa Senhora da Saúde e à Estrada Real do Poço.

Também passaram pelo Jardim Secreto, que foi implantado pelos próprios moradores à margem do Rio Capibaribe, no Poço, em um terreno de 3 mil metros quadrados, antes degradados e tomados pelo lixo. O Jardim terminou ganhando apoio dos órgãos públicos, incluindo a Prefeitura, e foi alvo do primeiro transplante urbano do Recife, quando herdou equipamentos que pertenceram à última edição da Casa Cor. O tour terminou com visitas aos altos da Zona Norte (foto) que foram beneficiados pelo Programa Mais Vida nos Morros. Pelas duas fotos de Max dá para perceber que o passeio rendeu um turbilhão de belas imagens O vídeo institucional do passeio já foi divulgado nas redes sociais do #OxeRecife.  

Leia também:
O Recife pelas lentes de Fred Jordão
Barcos, caminhada e “mais vida teimosa”
A presença estrangeira no Recife
CurioCidades do Recife no Sábado
CurioCidades no Olha! Recife. Vamos?
ONU de olho no Mais Vida nos Morros
Nova fase para o Mais Vida nos Morros
Mais Vida nos Morros se amplia

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos:  Max Levay / Cortesia/ Divulgação / PCR

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.