Sexteto sanfônico na Caminhada do Forró

O São João já está fervendo. Ou melhor, o São da Paz 2019, como prefere chamar a Prefeitura. E nesta quinta, a festa está na rua. Vamos torcer para que São Pedro seja bonzinho e dê om basta na chuva que vem marcando essa manhã. É que a partir das 17h, acontece a décima quinta edição da Caminhada do Forró, movida a zabumba, sanfona e triângulo. Este ano o evento homenageia a figura do sanfoneiro, de presença marcante na música nordestina. Como ocorre todos os anos, a concentração será na Rua da Moeda, com muita música para ir esquentando os corações forrozeiros. Às 19h, o grupo de sanfoneiros inicia o cortejo.

A famosa Frevioca – uma das marcas do Carnaval do Recife – muda a fantasia, transforma-se em Forrovioca e segue tocando grandes clássicos dos mestres Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro e Dominguinhos,  com o auxílio vocal do cantor Edi Carlos. A Caminhada do Forró passeia pelas ruas Mariz de Barros, Rio Branco, Bom Jesus até chegar à Praça do Arsenal. No palco, às 20h, haverá um sexteto sanfônico formado por Cezzinha, Terezinha do Acordeon, Luizinho de Serra, Nenén Oliveira, Zé Bicudo e Derico Alves. Os instrumentistas interpretam juntos as músicas Escadaria, Feira de Mangaio, Milonga e Vida de Viajante, celebrando a figura icônica do sanfoneiro.

A ideia da criação da Caminhada do Forró surgiu a partir de conversas, numa praia, entre Bruno Reis e o cantor e compositor Petrúcio Amorim. A realização é da Acontecer Projetos Culturais, com patrocínio da Prefeitura do Recife, por meio da Fundação de Cultura Cidade do Recife, e do Governo de Pernambuco (via Fundarpe). Da minha parte, confesso que gostava da Caminhada do Forró nos seus primeiros anos, bem espontânea, sem megalomania. Era então apenas um encontro de sanfoneiros, com um cortejo animado e emocionante, que lembrava o desfile de blocos carnavalesco de pau e corda. No ano passado fui, mas não gostei doo barulho estridente da Forrovioca, que lembrava o de um trio elétrico. Não gosto de trio elétrico. Para mim, orquestra ou banda de forró boa é aquela que vai de pé no chão.

Leia também:
Santo Antônio: casamenteiro, soldado, tenente e vereador cassado
Repertório junino no Música no Palácio
O eterno caboclo sonhador no Plaza
São João: estudantes criam aplicativos
São João terá novos arraiais no Recife

SERVIÇO
O quê: 15a Caminhada do Forró
Quanto: Quinta-feira (13)
Concentração na Rua da Moeda, às 17h
Saída para Praça do Arsenal, a partir das 19h (Forrovioca/Sanfoneiros)
Início  dos shows Palco Praça do Arsenal – 20h

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Andréa Rego Barros/ PCR

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.