Recife: cidade parque em 2037?

Há um bom tempo sendo utilizada como estacionamento, a Praça Otávio de Freitas acaba de ser revitalizada. Ela fica em frente ao Memorial de Medicina de Pernambuco, no Derby, e será integrada ao Parque Capibaribe, iniciativa que pretende transformar o Recife em uma cidade parque até o ano de 2037, quando o Recife completará 500 anos. Será que até lá a nossa será uma cidade verde e florida?

O  Projeto Parque Capibaribe resulta de cooperação técnica entre a Prefeitura da Cidade do Recife, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, e a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a partir da INCITI – Pesquisa e Inovação para as Cidades. Quando totalmente implantado,  o Parque Capibaribe terá reurbanizado as margens do principal rio da cidade, beneficiará 22 bairros e cerca de 400 mil pessoas. Já a reforma na Praça foi executada pela Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb),  custou de R$ 827.634,79. E teve parceria do Governo de Pernambuco.

Com a reforma da Praça Otávio de Freitas, casarão do Memorial de Medicina ganhou mais visibilidade. (Foto LL)

O marco inicial para  o Parque Capibaribe foi o Jardim do Baobá, localizado no bairro das Graças. No futuro, tanto o Jardim do Baobá quanto a Otávio de Freitas serão integrados, através de passarelas, ciclovias e outros equipamentos urbanos, que vão facilitar a mobilidade no Recife e estimular a convivência entre os seus moradores.  O projeto prevê a implantação de 30 km de faixas às margens do Rio Capibaribe e tem como objetivo elevar o Recife a categoria de Cidade-Parque até 2037. Tomara. O Recife precisa mesmo de áreas verdes e humanizadas, antes que a selva de concreto o domine completamente.

A nova Praça Otávio de Freitas teve a recuperação do passeio interno, implantação de paisagismo, iluminação e pintura geral, além de um anfiteatro. Roberto Montezuma, professor e pesquisador da Universidade Federal de Pernambuco, coordenador do INCITI e do projeto do Parque Capibaribe, comenta o impacto da obra.”Liberamos a visão do rio para a cidade. Além dessa, outras áreas estão sendo pensadas, pois o Parque Capibaribe envolve toda a borda e extensão do Rio Capibaribe. Para uma ideia de futuro, o Recife virar uma cidade-parque”,  O conceito de Cidade-Parque considera espaços públicos de qualidade que promovam o encontro entre as pessoas e o meio ambiente, reafirmando culturas locais e gerando novas oportunidades de transformações sociais e econômicas. Será que em 2037 teremos uma cidade parque? Quem viver, verá. Por mim, o Capibaribe seria um rio limpo, e suas margens se transformariam, também, em praias de água doce. Sonhar não é proibido.

Leia  também:
Pontes passam por restauração
O Recife pelas lentes de Fred Jordão
Uma cidade boa para todo mundo
Aos 480 anos, o Recife não é só beleza
O índice de felicidade urbana do Recife
Você está feliz com o Recife? 
Derby: eclético, art déco, modernismo

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Letícia Lins e Andréa Rego Barros/ Divulgação/ PCR

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.