“Recife Literário” com atitude

Hoje foi dia de Caminhadas Culturais, com o roteiro  Recife Literário pelas ruas do Centro que têm algum tipo de ligação com a história dos autores escolhidos para o passeio do grupo, que se reuniu por volta de oito horas, no Pátio da Assembleia Legislativa, na Rua da União. Por onde, aliás, começou o nosso roteiro, já que dois dos nossos famosos escritores ali residiram: O poeta Manuel Bandeira (1886 -1968)  e o jornalista, cronista e também poeta Antônio Maria (1921 – 1964). Naquela rua também morou em uma pensão o escritor Osman Lins (1924 – 1978), pai desta escriba aqui, quando chegou de Vitória de Santo Antão, para trabalhar no Recife.

Além deles, três outros escritores – Clarice Lispector (1920 – 1977) , Solano Trindade (1908 – 1974) e Ascenso Ferreira (1895 – 1965)  – tiveram suas vidas abordadas na primeira edição do Recife Literário, organizada por Stenberg Lima. Ele chamou professores ou especialistas para que discorressem sobre vida e obra de cada um dos escritores escolhidos:  Paulo Bispo (sobre Antônio Maria),  Ivanise Maia (Osman Lins), o próprio Stenberg Lima (Clarice Lispector), Francilene Cavalcanti (Solano Trindade) e Emanoel Correia (Ascenso Ferreira). Não estava prevista a história de Manuel Bandeira, que seria abordada em uma segunda edição do Recife Literário.

Mas entre os caminhantes, apareceu quem até declamasse poemas do autor  (Evocação do Recife), em frente ao Espaço Pasárgada, na própria União, onde Bandeira passou parte da infância, ao lado do avô. O passeio foi, mais uma vez, regado a aquilo que chamo caminhada com atitude. Pois cada caminhante levou um kit- escova, sabonete, pasta de dente – que será entregue a instituições de caridade. E foram – ainda restam muitas – comercializadas camisetas cuja renda será encaminhada à instituição Partilhar Iluminando Caminhos, que  atende a 320 crianças que necessitam de atendimento psicoterápico.  As camisas custam R$ 30 e servirão para pagar aluguéis atrasados da instituição. Quem quiser colaborar pode fazer pelo WhatsApp 9 99524557. As caminhadas muito nos ensinam. Sejam Domingueiras, Culturais ,Olha! Recife ou Literárias nos induzem, sempre, a ver o Recife com um olhar. Com certeza, mais apaixonado e generoso.

Veja, na galeria, algumas fotos de Hans Von Manteuffel sobre o passeio. Eu tinha feito algumas, mas – claro – nunca são como as produzidas por um profissional como o meu colega. Não é?

Leia também:
Caminhada com atitude: foi criado movimento S.O.S para o Forte do Picão
Caminhada, aventura e atitude
Caminhadas com atitude. Que tal?
“Correndo em trilhas” com atitude 
Domingo tem trilhas pela natureza
“Uma cidade boa para todo mundo”

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Hans Von Manteuffel / Cortesia/ Cortesia

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.