Dia das Mães: Vovó Cici (80) vai da Bahia ao Rio de Janeiro, visitar a sua (de 104)

Seu nome é Nanci de Souza. Mas é conhecida em Salvador, em Pernambuco, no Brasil, na África, simplesmente como Ebomi Cici. Ou Vovó Cici, para os mais chegados. Aos 80, ela atua no Espaço Cultural Pierre Verger (1902-1976), etnólogo e fotógrafo famoso em todo o mundo,  com quem trabalhou, ajudando-o a catalogar 11 mil fotografias ligadas à cultura afro-brasileira. Como as fotos da Ebomi que eu tinha no arquivo do #OxeRecife são antigas, meu amigo Fernando Batista se ofereceu para visitá-la hoje, sábado, em Salvador. A intenção era me enviar imagem atualizada, de figura tão encantadora. Pois Cici havia viajado ao Rio de Janeiro. Objetivo: passar o Dia das Mães com a sua, que tem 104. Vida longa para elas. E felicidades, não em data tão comemorada, mas também em suas longas e lindas vidas.

“Ia encontrar Mãe Cici agora cedo, mas telefonei, e soube que ela está no Rio de Janeiro. Foi  passar o domingo com a mãe dela, que tem 104 anos”, me informa meu querido amigo Fernando  (na foto acima de vermelho, com a mezzo-soprano Anastácia Rodrigues  e a Ebomi). Cici é uma mãezona para muita gente. Coisa linda, o amor maternal, não é? E o filial, também.  Mas…  voltando ao trabalho de Cici  junto a Pierre Verger. Entre as fotos que ajudou a catalogar, constam imagens não só do Brasil, mas também do Benim, Togo, Gana,  Nigéria e África do Norte. Na Bahia, Cici tem trabalho social com crianças da periferia de Salvador. Considerada uma das grandes mestras griôs do Brasil,  ela morou por 33 anos no Ilê Axé Opô Aganju,  na capital da Bahia. Cici é uma das figuras mais carismáticas que conheci em toda a minha vida. E, também, uma grande contadora de histórias. Contando-as, sempre pela ótica ancestral da Mãe África – com suas lendas, mitos, crenças e figuras mágicas – ela magnetiza plateias por onde passa, sejam de crianças ou adultos. Acaba de regressar daquele continente, e provavelmente terá um repertório muito mais rico para contar, segundo informa Aura Gabriela, que a está trazendo pela segunda vez a Pernambuco.

Em 2017, ela veio ao Recife, onde falou para uma atenta plateia, no Centro Luiz Freire, em Olinda.  Nos dias 25 e 26 de maio, a griô estará no Recife. Serão dois dias de puro encantamento, na Vivência com Ebomi Cici.  Dessa vez, o local do encontro será no Sebo Casa Azul, Rua Treze de Maio, 121, Olinda.  O valor do ingresso é R$ 35. A demanda para o dia 25 foi tão grande, que Aura   teve que abrir uma nova turma para o dia 26. As vagas são limitadas e as inscrições ainda podem ser feitas pelo e-mail fundacaoya@gmail.com ou pelo telefone 99 6004003. Os encontros com Cici ocorrerão em dois dias: sábado (25), das 16h às 17h30m. E no domingo (26), das 11h às 12h30m. Pode crer: quem for, não vai se  arrepender. Tenho certeza. E Viva a Vovó Cici no Dia das Mães, porque ela é, também, uma mãezona para todos nós. Linda!

Veja algumas fotos da Ebomi Cici, no Recife e em Salvador:

Leia  também:
Ebomi Cici fala sobre os orixás
Vovó Cici no Paço do Frevo
Baobás do Recife sacralizados na Bahia
De Yaá a Penélope africana 
Ervas sagradas ganham sementeira 
A pipoca sagrada e a dos trios elétricos
Ojás contra o racismo religioso
Kipupa Maluguinho movimenta Catucá 
Qual foi o mal que lhe fez Yemanjá?
Proeza: duas dissertações simultâneas

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Letícia Lins / Fernando Batista/ Aura Gabriela

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.