Mais Vida nos Morros no Vasco

Responsável pela mudança de paisagem nos altos do Recife, o Mais Vida nos Morros começa a transformar, também, a vida das populações beneficiadas pelo Programa, estabelecendo melhor convivência entre vizinhos. “O Programa vem mudando a vida dos moradores”, afirma o Secretário de Inovação Urbana do Recife, Túlio Ponzi. “No Vasco da Gama, vizinhos que nunca haviam se falado, hoje trocam ideias sobre o bairro”, diz, referindo-se ao mais novo local contemplado com a iniciativa, que ganhou jardim, parklet, horta e farmácia viva. As benfeitorias foram entregues na sexta-feira, com festa para assinalar o Dia das Mães.

O encontro foi na quadra do Vasco da Gama, localizada na Rua Catinguá, e contou com feirinha de culinária sustentável, brincadeiras para as crianças e apresentação das cantoras Nena Queiroga e Bia Villa Chan. O Prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB) prestigiou a festa.  Durante os três últimos meses, através de encontros, conversas e metodologias de participação colaborativa, os moradores se uniram para pensar como poderiam melhorar o lugar em que moram. Na rua Agreste, a motivação dos moradores deu origem a um jardim e a uma farmácia viva, que hoje ocupam local onde havia descarte de lixo.

Os moradores participaram de oficinas que os ajudaram a repensar em alternativas para o descarte do lixo. A compostagem reaproveita resíduos orgânicos. Já a culinária sustentável utiliza alimentos que normalmente são jogados fora, como a casca da banana. O artesanato, por sua vez, reutiliza resíduos sólidos, a exemplo de plástico, vidro, papel e metal. Na Escola Municipal Chico Science uma horta (foto à esquerda) foi construída pelas crianças e servirá como laboratório para os estudantes multiplicarem os conhecimentos para toda a comunidade. As ruas, calçadas e as escadarias tiveram intervenções artísticas para incentivar a brincadeira através de jogos lúdicos desenhados e pintados nas paredes e no chão. A arte urbana espalhada pelo morro foi baseada na escuta dos moradores.

A escuta serviu para entender quais eram os elementos que mais representavam a comunidade e por meio da cor devolver o orgulho do morador pelo seu território. No Vasco da Gama dois vazios urbanos se tornaram a extensão das casas das famílias servindo como áreas de encontro e convivência entre os moradores: o Espaço Jardim e o Espaço Rosa. E um parklet foi construído em frente a uma parada de ônibus. Um parque infantil sofreu reforma. O Mais Vida Nos Morros  em começou 2016, e já beneficiou doze áreas: Alto do Maracanã, Córrego do Jenipapo, Mangabeira, Alto José do Pinho, Ibura, Alto Santa Isabel, Morro da Conceição, Sítio São Brás, Beberibe e Vasco da Gama. As comunidades do Campo da União e do Burity atualmente estão em andamento com os moradores.

No Vasco da Gama, a empresa Coral, principal parceira da iniciativa privada do Programa Mais Vida Nos Morros, esteve presente com 6.590 litros de tintas nas cores escolhidas por cerca de 350 famílias, que pintaram suas casas, Além das Tintas Coral, o programa conta com o apoio das empresas Asa, Rota (Mídia Exterior), Italiana, Cimento Forte, ConcrEpoxi, Bem-te-vi, Deskontão, Armazém Achaqui e Grupo KarneKeijo.

Leia também:
Que tal turismo nos morros coloridos?
ONU de olho no Mais Vida nos Morros
Túlio Ponzi e o Mais Vida nos Morros
A paisagem colorida do Córrego do Jenipapo
Mais Vida nos Morros se amplia
Praça alegre colorida na Mário Melo

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: PCR/ Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.