Imperdível: “Viva Caymmi” no Recife

Nota dez para o Conservatório Pernambucano de Música, que em 2020 completa 90 anos, com  uma grande folha de serviços prestados à população. Sempre em nome da boa música. Depois do maravilhoso concerto barroco do Quarteto Encore, no Projeto Música no Palácio, o CPM nos traz mais um presente, dentro de outro projeto, o Quartas Musicais. No dia 8, às 20h, o Teatro Santa Isabel cede o palco para Viva Caymmi, com Danilo Caymmi, filho do lendário compositor Dorival Caymmi (1914-2008).  O espetáculo é gratuito, mas o público deve chegar uma hora antes para retirada de ingressos na bilheteria do TSI.

Como o nome sugere, trata-se de um tributo a um dos maiores nomes da Música Popular Brasileira, capitaneado por um dos seus filhos. “Em formato dramático-musical, o espetáculo costura as belas e inesquecíveis canções de Caymmi, com histórias da sua vida e carreira”, informa o CPM. “O espetáculo transcende as barreiras de um show e usa as ferramentas do teatro na sua narrativa, levando o público por um passeio num cenário único, com muitas informações sobre o Brasil, a Bahia e música”, acrescenta.  A Bahia foi o estado onde Caymmi nasceu. Em parceria com o diretor musical Flávio Mendes e o ator Nilson Raman, Danilo Caymmi faz uma celebração à vida de Dorival.

O espetáculo tem sua base estruturada no storytelling, palavra em inglês que está relacionada com uma narrativa e significa a capacidade de contar uma história, especialidade do ator Nilson Raman. A pesquisa de texto e a direção musical são do músico Flávio Mendes. O espetáculo teve sua pré-estreia no dia 21 de julho de 2018, dentro da programação do Conservatório Pernambucano de Música no tradicional Festival de Inverno de Garanhuns, em sua 28ª edição. “Podemos dizer que essa iniciativa é uma das raras oportunidades que a música brasileira tem de acertar as contas com a história. O catálogo de canções, sambas e toadas de Dorival Caymmi é inestimável, e ele precisa cada vez mais ser lembrado e celebrado como um dos principais nomes da cultura brasileira”, destaca a gerente geral do Conservatório, Roseane Hazin. Danilo escolheu as mais conhecidas entre as 120 músicas do repertório do pai. Entre elas Promessa de pescador e Maracangalha.  Em 2014, Danilo venceu o Grammy Latino, com o CH Para Caymmi de Nana, Dori e Danilo

Leia também:
Dupla divina: Marisa Monte com Paulinho
Aglaia Costa: passeio de rabeca entre o popular e o erudito
Isabella Taviani: música vem do berço
Josildo Sá: frevo, forró e romantismo
Dia da Marrom: Alcione na Zona Sul
Trio segue caminho de pais famosos

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Marcelo Ferreira/ Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.