Santa Isabel: flanelinhas X motoristas

A julgar pela quantidade de mensagens enviadas ao #OxeRecife sobre a questão da apropriação do asfalto da Avenida Boa Viagem por flanelinhas – demarcando o território com móveis de plástico – a situação é difícil não só na Zona Sul. Mas em muitos lugares do Recife. Inclusive à frente do Teatro Santa Isabel, onde o achaque é grande. Procurei assessoria de imprensa do órgão responsável, na Prefeitura, para ter informação sobre alguma coibição contra esse tipo de abuso. Mas a resposta nunca veio.

“As autoridades não vão fazer nada. Como sempre. Você citou o caso do Teatro Santa Isabel. Eu já passei por essa situação lá mesmo. Só que você esqueceu de dizer que, de um lado, está o Palácio da Justiça. E, de outro, o Palácio do Campo das Princesas, que é sede do governo estadual”, cobra Márcio René. E acrescenta: “Lembrei disso quando fui extorquido pelos flanelinhas, em frente ao Santa Isabel. E se eles fazem isso nas barbas dos juízes e do governador, é porque essas autoridades já perderam a moral faz tempo”, conclui o leitor.

“Deixei de ir ao Santa Isabel por causa dessa questão do estacionamento, pois dá até medo”

“Deixei de ir ao Santa Isabel por causa dessa questão do estacionamento, pois dá até medo”, diz Laís Castro. Para os leitores, são os flanelinhas que ditam as ordens nas ruas do Recife. “É preciso pagar caro, quem manda são eles”, reclama Iracilda Lamenha.  Alessandra Santos acha que o Recife, é uma “terra de ninguém”. E conclui: “A Prefeitura só é enérgica quando lhe convém”. Além da marcação indevida na Avenida Boa Viagem, por parte de flanelinhas, leitores da Zona Sul reclamam da ocupação indevida por automóveis em vários estabelecimentos comerciais do bairro, como padarias e academias de ginástica.

Entre os estabelecimentos de Boa Viagem que ocupam as calçadas com automóveis, segundo os leitores, encontram-se a Academia Corpo Livre e a Padaria Parque do Trigo. Eles pedem providências à Cttu, para coibir o abuso. “No dia que a Cttu/ Semoc conseguir fazer com que a Academia Corpo Livre e seus alunos sejam multados e responsabilizados por estacionar irregularmente em cima das calçadas todos os dias, vou acreditar que as coisas estão mudando”, pede um vizinho do estabelecimento, que não quer ser identificado.  “Não falo de dias, mas de anos de desrespeito”, reclama ele, que afirma ter que disputa espaço no asfalto com os automóveis, porque não sobra lugar para o pedestre usar a calçada.

Leia também:
Haja gente sem noção
Boa Viagem: asfalto agora tem dono
As 22.000 multas cidadãs de Francisco Cunha
Bandalha nas calçadas do Recife
“La vie en rose” em Casa Amarela

Texto e foto: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.