Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR

Brahms para adultos e crianças

A Orquestra Sinfônica do Recife  faz, na noite de quarta-feira (17), o segundo concerto da temporada de 2019, com programa dedicado a Johannes Brahms (1833 – 1897), um dos compositores mais importantes do romantismo musical europeu do século 19 (ele faleceu em 1897). O regente, Marlos Nobre, também inclui músicas de sua autoria na apresentação, que é gratuita, e ocorre às 20h no Teatro Santa Isabel. Mas é preciso chegar uma hora antes, para a retirada de ingressos na bilheteria do teatro, que fica na Praça da República, no Bairro de Santo Antônio.

Na terça (16), como sempre ocorre, os músicos recebem crianças e adolescentes para apresentar composições eruditas e para conversar sobre instrumentos, sonoridades e compositores célebres, o que ocorre às 10h, no mesmo local. O concerto aula, idealizado pelo maestro Marlos Nobre, faz parte da programação do projeto Concertos para Juventude. A participação de grupos e escolas deve ser agendada pelo telefone 3355-3323.  Para o concerto da quarta-feira, a Orquestra vai mostrar Convergências, composta por Marlos Nobre em 1977, por encomenda do 1º Festival Latino-Americano de Música Contemporânea de Maracaibo, na Venezuela. A estreia mundial ocorreu no concerto inaugural deste evento, com a composição sendo interpretada pela Orquestra Sinfônica da Maracaibo, sob a regência de Eduardo Rahn.

Convergências é uma das peças sinfônicas mais populares de Marlos Nobre. Já foi registrada em CD por gravadoras dos Estados Unidos e da Europa. Em 1994, por exemplo, o selo suíço Lemán Classics levou ao mercado internacional gravação conduzida pela Orquestra Musica Nova Philharmonia de Londres, tendo o próprio compositor como maestro. Será apresentada ainda no concerto de quarta a Sinfonia nº 4, do compositor alemão Johannes Brahms (1833-1897), em Mi Menor Opus 9. A peça é dividida em quatro movimentos:  Allegro non troppo,  Andante Moderato, Allegro giocoso e Allegro enérgico e passionato.

Leia também:
Beethoven e Wagner para todos
O lado alucinante da música clássica
Beethoven de graça no Santa Isabel

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Andréa Rego Barros/ Divulgação/ PCR

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.