Caminhada, aventura e atitude

Tenho me esforçado aqui no #OxeRecife para que o hábito de caminhar se transforme, também, em boas atitudes. E o pessoal que gosta de andar está cheio de exemplos disso. No último dia 30,  o Grupo MeninXs na Rua realizou a Caminhada dos Baobás, que passou por cerca de 120 locais – entre ruas e praças do Recife – e que incluiu o plantio de uma muda de baobá, na Rua Flor de Santana, em área bastante espaçosa, como pede a árvore de origem africana e que pode viver mais de 3 mil anos. O baobazinho vai crescer em área que fica atrás do Walmart  Casa Forte.

É verdade que o Manual de Arborização do Recife aconselha plantio de árvores nativas, principalmente da Mata Atlântica. Mas, em se tratando do baobá, ele já integra a paisagem da nossa cidade e de Pernambuco. Então um a mais é para se comemorar. Outro grupo, o Caminhadas Culturais solicita que os participantes levem um quilo de alimentos não perecíveis, para doar a instituições de caridade. Em troca, os caminhantes conhecem a cidade, sua história, e ainda recebem fotos e resumo das informações via WhatsApp.

MeninXs na Rua fez caminhada dos baobás e plantou uma muda da espécie africana no bairro de Santana.

Projeto de sensibilização turística da Prefeitura, o Olha! Recife realiza pelo menos três passeios gratuitos por semana, que podem ser a pé, de ônibus ou de barco (catamarã). Normalmente os participantes também são convidados a doarem um quilo de mantimentos. Como fazem os coordenadores do Grupo Caminhadas Culturais, os alimentos são doados a orfanatos, creches, e  outras instituições de caridade. O sistema funcionou em caminhada pelas ruas e ladeiras de Olinda, e também na última, a Abelardar, que fez o roteiro da herança de esculturas e murais de Abelardo da Hora (1924-2014).

Outra turma de atitude é o Projeto EcoVerdejante, que costuma fazer trilhas na Mata Atlântica, com pegada ecológica muito forte. No último sábado, o grupo fez a terceira edição da trilha das cachoeiras à cidade de Bonito, localizada a 137 quilômetros do Recife. Teve de tudo:   visita e banho nas cachoeiras Paraíso e Véu de Noiva, rapel, passeio de teleférico e até comemoração de 37 anos de casamento dos trilheiros Paulo e Gleide. Mas houve, também, trilha com caminhada de cinco quilômetros, com… coleta de lixo. Ou seja, tem gente sem consciência fazendo turismo “ecológico”, mas sujando tudo, deixando lixo por onde passa. Felizmente, tem quem esteja preocupado em limpar. Mas o melhor, mesmo, é ninguém sujar. Não é não?

Leia também:
Caminhadas com atitude. Que tal?
Uma cidade “boa para todo mundo” 
Pesquisa inédita diz se o Recife é feliz 
O índice de felicidade urbana do Recife
Você está feliz com o Recife?

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: WhatsApp/ MeninXs na Rua e Projeto Ecoverdejante

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.