Como receber refugiados no Recife

Um aviso para a questão humanitária. Entre os dias 9 e 11 de abril, os recifenses estão convidados a participar das discussões em torno da política local de integração para refugiados e migrantes. É que no período acontece o Simpósio Refugiados e Migrantes em Pernambuco: Como Acolher e Integrar. O encontro terá dez oficinas e é aberto ao público. Acontece no auditório da Universidade Católica de Pernambuco (Rua do Príncipe, 526, Boa Vista).

Os realizadores pretendem contar com a participação de integrantes de comitês de refugiados e migrantes, comitês de acolhida, grupos de trabalho sobre empregabilidade, gestores e equipes de abrigos, servidores públicos, organizações da sociedade civil envolvidas com a temática, estudantes e jornalistas. Entre ao assuntos abordados, encontram-se: Atuação em rede: capacitação dos atores envolvidos no acolhimento, integração e interiorização de refugiados e migrantes no Brasil; Nova Lei de Migração, Lei do refúgio, Direitos e Acesso à Justiça;  Gestão Migratória em Nível Local; Direitos Laborais, Migração e Prevenção ao Trabalho Escravo e Tráfico de Pessoas; Migração e Saúde Mental; Migração e Administração de Conflitos; Gênero, Direitos Humanos, Migração e Rede de Proteção – Onde eu me insiro?; e Migração e Integração Local.

Também haverá a  oficina Media Training, voltada exclusivamente para porta-vozes das instituições ou entidades envolvidas no acolhimento e integração de refugiados e migrantes. A oficina  Combate à Xenofobia contra Refugiados e Migrantes é direcionada a jornalistas, assessores de imprensa e blogueiros. Já a oficina Inclusão Produtiva e Empreendedorismo para Migrantes tem como público alvo migrantes e refugiados.  No Recife, como em várias capitais do Brasil há uma rede voltada para atendimento  a migrantes. Aqui ela conta com a parceria do Comitê Interinstitucional de Promoção dos Direitos das Pessoas em Situação de Migração, Refúgio e Apátridas de Pernambuco.  Saiba mais sobre o projeto em http://escola.mpu.mp.br/h/rede.  Recentemente Pernambuco acolheu duas refugiadas iraquianas (foto) que tentavam embarcar com passaportes falsos. Também tem facilitado a vida de migrantes africanos que atuam no comércio informal.

Leia também:
Recife, Senegal e cidadania

A saga das refugiadas iraquianas

SERVIÇO
Atividades:
– Simpósio “Refugiados e Migrantes em Pernambuco: Como Acolher e Integrar?”
– Oficinas do Projeto “Atuação em rede: capacitação dos atores envolvidos no acolhimento, integração e interiorização de refugiados e migrantes no Brasil”
Data: 9 a 11 de abril
Local: Universidade Católica de Pernambuco (Rua do Príncipe, 526, Boa Vista – Recife/PE)

Texto: Letícia Lins/ #OxeRecife
Foto: Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.