Arborização do Recife em discussão

“Bora plantar?” Este é o nome do programa a ser apresentado hoje pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Recife. O objetivo da iniciativa é incentivar o plantio nas regiões mais vulneráveis às mudanças climáticas, assim como ampliar a vegetação e fomentar o paisagismo dos espaços de uso coletivo na cidade. Através do telefone 156, o cidadão pode solicitar o plantio, o que será acompanhado por técnicos da Smas. O programa será apresentado hoje, durante Seminário de Arborização Urbana para a Agenda Climática.

Já era tempo de uma iniciativa como essa, pois o Recife a cada dia mais carece de áreas verdes, já que as árvores estão sendo vítimas de arboricídio,  fato que se intensificou durante a atual gestão. Só nos primeiros três anos da administração Geraldo Júlio (PSB), nada menos de 5 mil unidades já haviam sido sacrificadas, segundo números divulgados na época pela Emlurb.  Desde então, a quantidade de árvores eliminadas virarou uma caixa preta, motivo pelo qual o #OxeRecife denuncia todas as árvores “erradicadas” da cidade. E são muitas. Só no nosso trabalho de monitoramento – como cidadã que sou –  desde 2017,  já somam  290 árvores destruídas, tudo documentado com fotografia, endereço e data. Imaginem, então, quantas são, de fato, as suprimidas em nossa cidade.

Caso você ame as árvores, esteja lá, na Faculdade Frassinetti do Recife (Fafire), onde  nessa quinta (28) ocorre o encontro, das 14h às 17h.  Elas não possuem voz. E vamos defendê-las do ataque da motosserra insana. O Seminário é aberto ao público. A Fafire fica na Avenida Conde da Boa Vista, 921, Boa Vista. Na programação, constam palestras (Programa Bora Plantar? Juntos pelo Clima), Planejamento do perfil Paisagístico da cidade do Recife Frente aos desafios da Biodiversidade do Clima. E ainda: Arborização Urbana: Conflitos e oportunidades na conservação da qualidade ambiental na Cidade do Recife; Diagnóstico da arborização dos bairros do Derby e das Graças da Cidade do Recife, entre outros.  No Recife, são poucas as áreas verdes que contam com o cuidado que merecem, como é o caso da Praça do Hipódromo (foto), um verdadeiro oásis urbano. Na maioria, no entanto, há plantas secas, troncos decepados e gramado necessitando de reposição.

Leia também:
Recife ganha aplicativo “Arborize”. Viva!
App ajuda a monitorar árvores no Recife
Recife: 4 mil novas árvores em 2018?
Aos 482 anos, o Recife ganha 482 árvores
Abaixo o arboricídio insano 
Parem de derrubar árvores
Por um milhão de árvores na Amazônia

Texto e foto: Letícia Lins/ #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.