Parem de derrubar árvores (167)

Enquanto em alguns municípios – como em Santarém, no Pará – ambientalistas fazem o maior esforço para plantar 1 milhão de árvores na Floresta Amazônica, em plena selva de concreto em que se transformou o Recife, acontece o contrário. A cada dia some uma.

A mais recente vítima de arboricídio registrada pelo #OxeRecife fica na Rua Leonardo Bezerra Cavalcanti, na calçada da Loja Boi Verde, vizinho à Magra´s. O tronco degolado é defronte do Walmart, entre os bairros de Parnamirim e Casa Forte, por onde, aliás, passo quase todos os dias caminhando.

Vinha do Marcado da Madalena, no domingo, após roteiro com o Grupo Caminhadas Domingueiras, quando me defrontei com mais um dramático exemplo da ação da motosserra insana no Recife. Estava em um táxi e pedi para o motorista parar. Sinceramente, é muito triste ver cenas como essas diariamente, ainda mais quando a gente sabe que os espaços verdes –  parques, quintais, jardins – são cada vez menores nas áreas urbanas. A da foto teve um agravante: depois do coice, a queda. Ou seja, depois do corte, o fogo. Vejam como o tronco tem marcas de “tortura”.

Quando o motorista perguntou o motivo do meu pedido para que parasse, informei que documento o arboricídio na cidade. Aí ele deu um conselho: “Fotografe por esse lado, para mostrar que o tronco não estava bichado”. E pediu que fosse no seu bairro, a Iputinga, onde informa que é grande, também, o número de “podações exageradas” e “cortes sem sentido”. Ou seja, a população está ligada nessa matança de árvores em massa, aqui no Recife que hoje comemora 482 anos, sem nenhuma referência ao plantio de mudas na cidade. Zero de programação verde nas comemorações oficiais do aniversário, que vão até domingo.

Leia também:
Parem de derrubar árvores
Resistência: Não ao arboricídio
População não quer árvores decepadas no Jardim do Baobá
Recife tem aplicativo “Arborize”
APP ajuda a monitorar árvores no Recife. Viva
Mangueira padece: furadeira e veneno
Gramado verde, mas… de plástico

Texto e foto: Leticia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *