Dica para foliãs: como fazer xixi em pé

Carnaval, calor e cerveja. E, claro, muita vontade de fazer xixi. O problema é que por conta da grande demanda, os banheiros ficam imundos. Alguns estabelecimentos – bares, restaurantes e até igrejas (como a Nossa Senhora das Neves, em Olinda) – chegam a cobrar pelo uso, garantindo a oferta de ambientes  com manutenção e limpeza cuidadosas. Nem sempre, no entanto, os banheiros estão por perto. Sobram os públicos,  quase sempre repugnantes, em ruas, praças e polos de folia. Também há as cabines químicas, espalhadas em cidades como o Recife e Olinda. Estas estão sempre imundas. Os homens se viram, com prática totalmente inadequada, urinando nas ruas. Já as mulheres precisam de locais discretos, até porque costumam urinar sentadas. Algumas, mais práticas, conseguem fazer xixi em pé, como meio de se prevenir contra doenças transmitidas em bacias sanitárias de uso coletivo.

Agora o “número 1” ficou mais fácil. Já tem gente até anunciando produtos, para facilitar a vida das foliãs,  na festa popular. É o caso da  Fleurity  que está com uma promoção especial na compra do Uriny  (condutor urinário da marca), que permite que as foliãs façam xixi de pé, sem que corram riscos de imprevistos (como, por exemplo, molhar a fantasia ao usar o banheiro). “Flexível, anatômico, reutilizável, compacto, prático e seguro, o condutor urinário serve para qualquer ocasião e pode ser utilizado por qualquer mulher, inclusive por gestantes ”, informa a Fleurity ao #OxeRecife.  Para aquelas que não se importam de carregar um volume a mais na bolsa, o equipamento é uma boa pedida, embora não seja muito baratinho: custa R$49,90 a unidade. Na compra de dois, o preço unitário cai para R$ 47,40. E em caso de aquisição de três condutores, cada um sai  a R$ 46,56.  Se um bloco de carnaval inteiro comprar (se  formado de mulheres como o da foto acima), é provável que o preço fique ainda menor.

Uriny em silicone (dobrável, portanto) e em saquinho impermeável, pode ajudar às foliãs, na hora do “pipi”.

Para Carlos Dieter, diretor de marketing da Fleurity, a intenção é que as mulheres se unam na hora de adquirir o produto via internet, para que saiam ganhando a mercadoria por um preço mais em conta. “Neste ano, o condutor urinário da Fleurity será um item essencial para as mulheres curtirem o carnaval sem se preocupar”, diz.  E acrescenta: “Elas não precisam mais fazer malabarismos na hora de usar os banheiros químicos, e não correm o risco de ver  xixi escorrer pelas pernas, devido à posição desconfortável que ficam ao tentar se equilibrar para não encostar nos vasos sanitários”, conta Dieter. O executivo tem razão. Até porque com o alto índice de consumo de álcool durante a festa, o que não falta é mulher “errando a pontaria”.

De acordo com a empresa, promoção com preços menores a partir da aquisição de dois equipamentos,  começou cedo neste ano por dois motivos: o primeiro é que em fevereiro alguns estados do Brasil já estarão em pré-blocos – período festivo que antecede a entrada do carnaval. Segundo, porque as compras são feitas online, pelo site da Fleurity, o que implica no tempo de entrega do produto. “Não queremos que nenhuma mulher deixe de receber o Uriny por conta do prazo de entrega”. O equipamento vem embalado em saquinho impermeável, de 9×15 centímetros. E o condutor é de silicone (dobrável, portanto). Eu, como passei a vida inteira na estrada – com mais de 40 anos como repórter, inclusive enfrentando banheiros terríveis no interior do Nordeste – sei me virar sem o Uriny. Mas para quem ainda não adquiriu a prática, fica a sugestão. O produto foi lançado em 2018, e até agora vendeu 9 mil unidades. A expectativa é que, só nesse carnaval, sejam comercializadas mais 4 mil. Quem quiser comprar, é só acessar: http://fleurity.com.br/. Isso não é um comercial, viu gente. Apenas uma dica para as foliãs brasileiras.

Leia também:
“O carnaval melhor do meu Brasil”
Bloco do Nada sai com tudo
Flabelos fazem carnaval à antiga
Frevo com Beethoven no Nóis Sofre
Paço do Frevo: 500 mil visitantes
Já é carnaval no Pátio de São Pedro
“Jaula” contra o vandalismo em parque

Texto: Letícia Lins/ #OxeRecife
Fotos: Divulgação e Arquivo/ #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.