Com especialização em Direito Ambiental, Djalma Paes assume Cprh

Deputado por três mandatos (dois como estadual e um como federal), ex-Secretário de Estado e da Prefeitura do Recife, ex-Prefeito de Glória de Goitá,  Djalma Paes assume hoje a presidência da Agência Estadual do Meio Ambiente (Cprh), em cerimônia na sede da entidade, no bairro de Casa Forte. Ele é advogado, com especialização em direito ambiental. E isso é bom. O novo dirigente promete implantar ações voltadas para a desburocratização e na tecnologia, impondo mais agilidade no processo de concessão de licenças ambientais. Também promete medidas que resultem em combate mais firme contra crimes ambientais.

Para tanto, pretende fechar parcerias com outros órgãos e gestões municipais, o que aliás, já vem sendo feito pela Agência, inclusive com a formação de agentes populares para proteção de apas. Ao contrário de boa parte do que pregam os discursos atuais na gestão federal, Djalma Paes considera a preservação do meio ambiente como “primordial para o desenvolvimento sustentável”. E afirma: “Vejo nos olhos de quem atua na área ambiental um brilho diferente, especial, o que serve ainda mais de motivação”. É mesmo. Conheço muita gente da Cprh. E é um pessoal que trabalha por amor à natureza, e não só por obrigação contratual. Ele recebe o cargo do atual presidente, Eduardo Elvino, que integrará a nova diretoria do órgão. Para o #OxeRecife, a gestão de Elvino foi muito positiva.

Djalma é formado em pela Universidade Federal de Pernambuco (Ufpe), com especialização em Direito Ambiental. Ele é advogado concursado do quadro de servidores da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). Tem experiência em gestão pública, além de trajetória política. Foi deputado federal (1999-2002), deputado estadual (1991-1994 e 1995-1998) e prefeito de Glória de Goitá, na Mata Norte, seu município natal.

Na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), além de atuar em comissões temáticas, foi presidente da Casa. No Congresso Nacional, integrou o Grupo de Trabalho (GT) da Transposição do Rio São Francisco, foi vice-presidente da Comissão de Justiça e presidente da Comissão de Desenvolvimento Urbano, que tratou do Estatuto das Cidades. Também já foi secretário estadual de Agricultura (1995, no terceiro governo Miguel Arraes) e secretário de Planejamento e de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico do Recife, na gestão do ex-prefeito e atual deputado estadual João Paulo (entre 2001 e 2005).  O #OxeRecife espera, portanto, que nossos recursos hídricos, nossa flora e nossa fauna estejam e boas mãos. A natureza agradece.

Leia também:
Mais de 9 mil animais acolhidos em 2017
Cprh resgatou 13.406 animais em 2018
Não deixe a Mata Atlântica acabar
Pulmão protegido no Grande Recife
Aves brasileiras são alvo de tráfico
Cadê a punição dos “tubarões” que também devastam a mata do Frio?
Plásticos viram vilões de tartarugas
Praia dos Carneiros ganha aliados contra turismo predatório
Prótese em 3D salva jabuti

Texto: Letícia Lins/ #OxeRecife
Foto: Divulgação/ Cprh

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.