Parem de derrubar árvores (151)

Coitadinha. Menos uma. Dessa vez uma palmeira no Marco Zero, um dos pontos mais frequentados do Bairro do Recife, e roteiro obrigatório para turistas. A Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb) “erradicou” uma palmeira que ficava no local, ali bem juntinho ao mar, na área portuária do Recife.

Segundo a Emlurb, a degola deve que ser efetuada porque o vegetal oferecia risco de cair. O temor é que acontecesse no carnaval, quando o Marco Zero fica coalhado por milhares de pessoas, já que o principal polo de animação da maior festa popular do Recife. “A palmeira foi avaliada por técnicos agrônomos do órgão e encontra-se morta”, segundo atestado de óbito, fornecido pela Emlurb ao #OxeRecife. A operação de corte foi na noite de segunda-feira, para evitar impacto no trânsito.

Já que a turma da motosserra insana está pelo Recife Antigo, a equipe aproveitou para fazer “uma poda nas árvores da Avenida Rio Branco”, na qual foi implantado um boulevard. Não deve dar trabalho, pois ali se conta nas pontas dos dedos as árvores. É o boulevard com menor quantidade que conheço de presença verde. Infelizmente. A Emlurb promete colocar outra palmeira no lugar da que foi retirada. Informa que o plantio só deve ser concluído até a próxima sexta-feira (18).

Tomara que o trabalho seja feito mesmo. Porque até hoje o Pátio do Carmo aguarda reposição de palmeira retirada em 2017. “A nova planta permanecerá estaiada com cordas até completar sua fixação ao solo, respeitando o tempo de adaptação”, informa a Emlurb. Portanto, fiquem de olho, para evitar que o canteiro fique vazio, como ocorreu no Pátio do Carmo.  E também tenham cuidado, principalmente no carnaval, se a palmeira nova realmente tiver sido plantada.  “A autarquia conta com a colaboração de todos ao não entrarem em contato com a palmeira e as cordas que a manterão fixada no local, evitando acidentes e a queda do novo vegetal”.

Leia também:
Vocês querem um boulevard?
Atentado estético no boulevard
Boulevard precisa de ajustes
Boulevard, árvores e ilhas de calor
Parem de derrubar árvores (48)

Fícus e palmeira imperial sem reposição
Lembram do fícus da Rua da Aurora?

Texto: Letícia Lins/ #OxeRecife
Foto: Emlurb/ Divulgação

Compartilhe

2 comentários

  1. Porque você não colocou a imagem da palmeira morta, sem copa que Mauro lhe forneceu? Que jornalismo tendencioso e sem ética e esse, que transforma o esforço dos outro em sua autopromoção?

    1. Caro Caio, aqui não há espaço para grosseria. É a primeira vez que alguém diz que faço jornalismo sem ética. Minha consciência é tranquila quanto ao meu profissinalismo. Para falar a verdade, nem entendi direito o que você quis dizer no seu texto. Não sei a que Mauro você se refere também. O #OxeRecife tem feito sim, uma campanha em defesa de nossas árvores e você sabe muito bem disso. Com muita ética e amor `natureza. No caso do Parem de derrubar árvores 151 tanto foi mostrado o corte, como a reposição, exemplar, logo depois de erradicada a palmeira. Devia ser sempre assim, se você quer saber.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.