Resgate de pica-paus bebês

Gracinha,  filhotes de pica-pau. Dois bichinhos da espécie estavam ameaçados de morrer. Porque se encontravam  em ninho, no interior de um coqueiro, quase desabando. A planta foi sacrificada, já que representava risco de vida para pedestres e moradores da Reserva do Paiva, no Cabo de Santo Agostinho, Litoral Sul da Região Metropolitana.

As duas aves são da espécie pica-pau-verde-barrado (Colaptes melanochloros). Quando foram inspecionar o planta,  funcionários da Associação Geral da Reserva do Paiva (AGRP) viram os filhotes e fizeram o resgate. A entrega à Cprh foi feita pelo assistente de operação Renan Pimentel, que trabalha na Associação.

Os pica-paus já estão no Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas Tangara), da Cprh. Eles serão reintroduzidos à natureza, quando adultos. Em 2018, nada menos de 13.406 animais foram resgatados pela Cprh, a maioria aves, incluindo canários, tucanos, sabiás, curiós, papagaios, araras, jandaias. Os pássaros estão entre os animais mais visados pelo tráfico de animais silvestres.

Leia também:
Jardim Botânico revela vida das aves
Ararajubas  vão recompor população no Pará
Aves cativas ganharão a liberdade
Quase 6.000 aves resgatadas em 2017
Marcos e a saga do anum preto

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Cprh/ Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *