Teatro Santa Isabel abre para o frevo

Com teatro para dar e vender. É assim que o Recife fica a partir  dessa terça-feira (8), quando tem início o maior festival de artes cênicas produzido na cidade: o Janeiro de Grandes Espetáculos, cuja 25ª edição começa à noite, no Teatro Santa Isabel, em clima de carnaval, com frevo.  Até o dia 14 de fevereiro, o público contará com mais de 100 atrações e 20 estreias na programação, entre produções nacionais e locais.

O festival é realização da Associação dos Produtores de Artes Cênicas de Pernambuco (Apacepe), e conta com apoio de vários órgãos oficiais. O Janeiro de Grandes Espetáculos abre com com o Acerto Lírico, no Teatro Santa Isabel. Às 19h30m dessa terça (8), quem quiser, pode conferir o Acerto Lírico, show que apresenta o melhor da obra do compositor Getúlio Cavalcanti, um passeio pela poesia cantada nos frevos de bloco de sua autoria. Além do artista, apresentação contará com blocos de pau e corda que desfilam no carnaval do Recife. Ouça, a seguir, um dos  mais famosos frevos de Getúlio Cavalcanti, Último Regresso.

 

Durante os próximos 38 dias, teatro adulto, para infância e juventude, dança e música vão ocupar os teatros Apolo, Arraial Ariano Suassuna, Barreto Júnior, Boa Vista, Hermilo Borba Filho, Santa Isabel, Luiz Mendonça e Marco Camarotti, além do Espaço O Poste e do Teatro de Bolso Silvio Pinto. Neste ano, além de produções nacionais e do Recife, haverá espetáculos também em Camaragibe, Limoeiro, Caruaru, Petrolina e Serra Talhada.

Ao todo, dez palcos da cidade estarão ocupados no período. São mais de 20 estreias nesta edição que celebra os 25 anos do Janeiro de Grandes Espetáculos. O festival conta ainda com apoio da Prefeitura. E ainda com apoio do Governo do Estado, Sesc, Cepe, TV Universitária e Globo Nordeste. A programação completa está disponível em: www.janeirodegrandesespetaculos.com. E os ingressos para os espetáculos variam de R$ 10 a R$ 60 e podem ser adquiridos pelo site Ingresso Rápido ou na bilheteria dos teatros duas horas antes de cada apresentação. Algumas sessões oferecem entrada franca.

Leia também:
Depois dos pastoris, os blocos líricos
Flabelos fazem carnaval à antiga
“O carnaval melhor do meu Brasil”
Carnaval: Recife ou Olinda? 

Texto: Letícia Lins/ #OxeRecife
Foto: Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *