“Dorival Caymmi, Amor e Mar” no Poço

A rua é tranquila. E o estabelecimento também.  E a música suave, sempre da melhor qualidade. E é por esse motivo que não canso de postar aqui, no #OxeRecife, informações sobre os eventos que acontecem no Poço das Artes, no Poço da Panela, um dos bairros bucólicos da Zona Norte do Recife. E neste final de semana tem mais, segundo informa Clarissa Garcia, que comanda o endereço, localizado à Rua Álvaro Macedo, 54, ali bem pertinho da Igreja de Nossa Senhora da Saúde.

A rua é a mesma em que fica na esquina a icônica Venda de Seu Vital. Nessa sexta (29),  a programação está nota dez: Dorival Caymmi – O Amor e o Mar, em show comandando por Arthur Phillipe, acompanhado por George Aragão (piano elétrico) e Bráulio Araújo (contrabaixo). Ele se apresenta no Poço das Artes a partir das 20h30m dessa sexta. Arthur já é velho conhecido das plateias recifenses. É que o ´m atuou durante longo tempo como crooner em orquestras do Recife. Depois, estudou canto erudito no Conservatório Pernambucano de Música, mas terminou trocando a carreira camerística pelo Jazz e pela música popular. Tributo por ele realizado a Nat King Cole ganhou elogios  nacionais, depois, participou de vários festivais. No domingo, dia 2, inclusive ele estará se apresentando com a Orquestra Matéria Prima, no Projeto Música no Palácio, que ocorre uma vez por mês, aos domingos, no Palácio do Campo das Princesas (sede do Governo de Pernambuco).

No sábado, o Poço das Artes movimenta outro show, com o Grupo Estação do Cais, com repertório autoral, além de clássicos da Bossa Nova e do Jazz. O couvert artístico custa apenas R$ 15, um preço bem em conta, porque os músicos que se apresentam são cinco:  André Garcia (voz e baixo); Lúcia Carvalho (voz); Valfrido (violão, guitarra, bandolim, pandeiro, bangô); Rico Marinho (violão e baixo); e ainda André Santos (percussão).  O início da apresentação está marcado para 20h30m. Diferente de outros restaurante ou bares noturnos, o Poço das Artes não usa som muito alto, de forma que as pessoas podem assistir o show, conversar e biritar. Além disso, utiliza um bom espaço ao ar livre para colocar suas mesas, o que rende um certo conforto, nesses dias quentes de verão.

Leia também:
Mamulengo, fado, choro e economia criativa no Poço das Artes
Poço das Artes, triplo programa musical
Hoje tem jazz no Poço das Artes
O Poço das Artes de Clarissa Garcia

Texto: Letícia Lins/ #OxeRecife
Foto: Clarissa Garcia/ Poço das Artes

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *