Coletivo Bárbara Idade: estórias de vida

Passou-se o tempo que vovós ficavam em casa fazendo tricô enquanto os vovôs regavam o jardim ou cuidavam dos passarinhos. Os idosos estão cada vez mais ativos, e uma prova é o Coletivo Bárbara Idade, que na tarde dessa quarta-feira (31/10) sobre ao palco do Teatro Marco Camarotti para encenar o espetáculo (H) Estórias mínimas. A apresentação tem início às 15h, com acesso gratuito, mas o público deve chegar uma hora antes para retirada de ingressos na bilheteria do Teatro, que funciona na sede do Sesc Santo Amaro.

O  espetáculo  é dirigido por Rodrigo Cunha. Versos de mulheres poetas falando sobre ser mulher é o mote da montagem, que busca levantar a reflexão sobre sentimentos comuns que atravessam gerações como o medo, a injustiça, felicidade e saudade. Canções poéticas que marcaram a vida e a história dos integrantes do grupo formam a trilha sonora, colocando no palco elementos do real e do autobiográfico.

O Coletivo Bárbara Idade  é formado por atores e atrizes com mais de 60 anos, e é iniciativa do Sesc Santo Amaro. E já encenou  montagens  como O mar, o tempo e Cecília… (2007),  Hora de Ascenso (2010) e Alumbramento Bandeira (2013). O espetáculo (H) estórias Mínimas estreou em maio deste ano.  O Teatro Marco Camarotti fica localizado na Rua Treze de Maio, nº 455.

Leia também:
A beleza da melhor idade
Coletivo Bárbara Idade sobe ao palco 
Ação do Sesc já arrecadou 50.000 livros
Sesc prorroga expô do Mão Molenga 
A saga dos santos resgatados

Serviço:
Espetáculo (H) estórias Mínimas
Data: 31 de outubro
Horário: 15h
Local: Teatro Marco Camarotti – Rua Treze de Maio, nº 455
Acesso gratuito

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Leandro Lima/ Divulgação/ Sesc

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *