Preguiça resgatada em Sítio dos Pintos

Pensem em um bichinho engraçado: a preguiça. Tem metabolismo e movimentos lentos, chegando a dormir 14 horas por dia. Por esse motivo, tem esse nome. Mora no alto das árvores, de onde desce uma vez por semana, para fazer xixi e cocô. Apesar dos gestos vagarosos, é uma excelente nadadora. Como só folhas de 22 espécies nativas da Mata Atlântica, mas é da imbaúba que ela gosta mais.

Ao contrário de outros mamíferos – como macacos e capivaras, que andam em grupos – a preguiça tem hábitos solitários. Só na época do acasalamento anda em dupla. Aqui em Pernambuco, vez por outra aparece uma onde não deve: no asfalto de áreas urbanas, nas rodovias federais, nos jardins e até na casa das pessoas.

A última apareceu no Condomínio Dois Irmãos, no bairro de Sítio dos Pintos, na Zona Norte do Recife. Os moradores do condomínio protegeram e cuidaram do anima, e um morador do barrio, Rêmulo Valadares, levou o animal para a Agência Estadual do Meio Ambiente (Cprh). O mamífero já foi encaminhado para o Centro de Triagem de Animais Silvestres, de onde será  preparado para retornar à natureza. Só aqui no #OxeRecife somam 13 os registros de preguiças vagando por ruas, avenidas, residências.

Leia também:
Preguiça cai de árvore e tem bebê
Preguiça resgatada em telhado
As “trelas” das preguiças
Bênção para bebê preguiça no Dia de São Francisco
Preguiça salva filhote de incêndio
Preguiça, mãe heroína, perde bebê
Preguiça em alta tensão, no Cabo

Texto:  Letícia Lins/ #OxeRecife
Foto: Cprh/ Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.