Jomard: Aquarela, Tangos e Trapos

No Recife, todo mundo conhece Jomard Muniz de Brito. Professor, poeta, filósofo, escritor, cineasta, livre pensador, guru de várias gerações. Autor de livros como Atentados Poéticos, Relendo o Recife de Nassau e Do Modernismo à Bossa Nova. Tema de filme  JBM, O Famigerado, da cineasta Luci Alcântara, o  agitador cultural ganha homenagem no teatro. A Trupe Arte na Mochila leva textos de Jomard para as ruas.

O grupo encena Tango en Trapos, com poemas extraídos do livro Terceira Aquarela do Brasil, de Jomard. A encenação acontece no Espaço Cultural Alternativo (Pecom), na base do Viaduto Geraldo Melo, em Jaboatão dos Guararapes. Segundo a produção, é “um espetáculo que transita entre sons e cênicas, em breve intervenção urbana, com profundo apelo poético”.

O grupo lembra a passagens dos 81 anos de Jomard, em plena atividade. Também ressalta sua transgressora poeticidade – poesia na cidade – onde mantém o traço irônico do lirismo como “casca” de resistência tão necessária para sobrevivência em tempos caóticos”. O espetáculo é uma montagem artística da Trupe Arte na Mochila com elementos cênicos próprios da Rua – horizontal, linear, inclusivo, democrático – servindo como ferramenta educativa ao estimular a apropriação da literatura pernambucana, bem como a ampliação da consciência através do acesso a arte e cultura. A direção é de Juca Santos. No elenco: Juca, Celso José, Manuca Bandini, Natalia Castro e Maria Dias.

Leia também:
O Famigerado em Olinda
Festa para Jomard no Cinema do Museu
O Velório Poético do Recife
Livro retrata ousadia do Vivencial

Serviço:
Espetáculo Tango en Trapos
Local: Espaço Cultural Alternativo PECOM (base do Viaduto Geraldo Melo) em Prazeres
Dia: 23/10
Hora: 19:30h

Texto: Letícia Lins/ #OxeRecife
Foto: Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *