Os quinze anos dos Doutores da Alegria

Responsáveis por levar a alegria ao ambiente normalmente pesados de ambulatórios, enfermarias e áreas de internamento, os Doutores da Alegria (foto) decidiram compartilhar com o grande público parte do cotidiano que vivenciam entre pacientes por eles visitados em quatro hospitais do Recife, onde, com instrumentos musicais e máscaras de palhaços, contribuem para minorar o sofrimento de adultos e crianças, muitos deles portadores de doenças graves. O resultado é a exposição Doutores da Alegria Recife  – 15 anos: A máscara do palhaço inserida no ambiente hospitalar. 

A mostra reúne trabalhos de oito fotógrafos que, durante uma década e meia, acompanharam o trabalho dos Doutores. E  vai circular pelos quatro hospitais atendidos pelos palhaços na capital pernambucana. Até o dia 18, estará montada no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), no bairro dos Coelhos. A exposição estará funcionando em dois locais, alternadamente: na praça da Santa e na praça do Refeitório. O segundo ponto de parada da mostra será o Hospital da Restauração (HR), que vai expor as fotos de 22 de outubro a 7 de novembro, em três locais: no hall de entrada, no refeitório e no 4º andar do prédio onde funciona a pediatria. Nos hospitais Oswaldo Cruz e Procape a mostra do Doutores da Alegria fica em cartaz de 8 a 22 de novembro, na alameda de entrada. E, finalmente encerrando a exposição, o Barão de Lucena recebe a mostra no dia 26 de novembro e permanece aberta à visitação até o dia 10 de dezembro.

A curadoria  é da fotógrafa e professora Renata Victor. A mostra apresenta 15 imagens registradas pelos fotógrafos Rogério Alves, Lana Pinho, Márcia Mendes, Alcione Ferreira, Hélder Ferrer, Newman Homrich, Luciana Dantas e Thiago França. Os profissionais acompanharam o trabalho do Doutores da Alegria ao longo desses 15 anos de atuação continuada. Para escolher as imagens que iriam compor a exposição, Renata Victor se debruçou sobre um acervo de mais de mil fotografias. “Pensei que iria me deparar com imagens pesadas, diante da realidade de vulnerabilidade das crianças nos hospitais. Mas o que encontrei foi um universo de beleza e de bem-estar”, diz.  E acrescenta: “A cada foto selecionada, percebia como os palhaços encontram a melhor maneira de intervir junto às crianças”.:

Doutores da Alegria é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos que utiliza a arte do palhaço para intervir junto a crianças, adolescentes e outros públicos em hospitais públicos e ambientes adversos. Fundada por Wellington Nogueira em 1991, ou seja, há 27 anos, a associação já realizou mais de 1,7 milhão de intervenções junto a crianças hospitalizadas, seus acompanhantes e profissionais de saúde. Ele trouxe o trabalho voluntário para o Recife, em 2003.

SERVIÇO:
Doutores da Alegria Recife 15 anos: A máscara do palhaço inserida no ambiente hospitalar

Quando:
De 2 a 18 de outubro no Imip, na Rua dos Coelhos, 300, Boa Vista (1ª Semana: Praça da Santa / 2ª semana: Praça do Refeitório),
De 22 de outubro a 7 de novembro no Hospital da Restauração, na Avenida Agamenon Magalhães, S/N, Derby  (hall de entrada, refeitório e 4º andar/ pediatria)
De 8 a 22 de novembro no Hospital Universitário Oswaldo Cruz/Procape, na Rua Arnóbio Marques, 310, Santo Amaro (Alameda de entrada – principal)
De 26 de novembro a 10 de dezembro no Hospital Barão de Lucena, na Av Caxangá, 3860, Iputinga (corredor de entrada)
Horário de visitação: De acordo com o funcionamento de cada hospital
Quanto: Entrada gratuita
Hotsite: https://doutoresdaalegria.org.br/15anos/

 Leia também:
Doutores da Alegria contam causos
Saia de bike com os Doutores da Alegria
Seja voluntário: salve uma vida
Hospital Getúlio Vargas: “A gente trabalha com medo de morrer”
HGV diz que monitora estruturas

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Lana Pinho/ Doutores da Alegria/ Divulgação

 

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *