Kizomba, Kuduro, Funaná e Frevo

Dupla que faz sucesso em Portugal, os Irmãos Némanus  estão pelo Recife. Na agenda, patrícios com quem têm encontros, visitas ao Hospital Português e ao Gabinete Português de Leitura. E, claro, contatos para divulgação do trabalho mais recente da dupla, o CD Némanus Perfil. Não tão conhecidos por aqui como no além mar, os dois cantores ostentam números que impressionam.

Já conquistaram sete discos de ouro, três de platina e indicação de Melhor Artista (Best Live Art) e Melhor Música do ano pela World Music Award. Eles realizam mais de 160 shows por ano, movimentando público de aproximadamente 600 mil. Computam mais de 31 milhões de visualizações no YouTube e uma das músicas da dupla (Aiué do Roça Roça) tem mais de 5,4 milhões de visualizações comprovando o tamanho do sucesso. A dupla já superlotou o Olympia (Paris) com um show e as duas casas Coliseu em Portugal (Lisboa e Porto). No Facebook, são 50 mil fãs.

Némanus quer dizer em latim “força e vontade de vencer”, segundo afirmam.  A dupla faz  junção dos ritmos latino/africanos com traços de dance musis,  e rapidamente explodiu. Eles nasceram na cidade de Peniche em Portugal, são responsáveis por “uma renovada na música portuguesa.”, de acordo com a assessoria dos artistas.  Né e Éder (foto) incorporam no repertório ritmos como os  kizomba e kuduro (de Angola) ou o funaná  (Cabo Verde). Os irmãos, que são Vieira de nascença, dizem que muito batalharam para chegar onde estão e confessam que sempre sonharam com o sucesso. Só não sabiam se iam alcançá-lo. “Vir de uma família de pescadores e chegar a fazer shows em lugares como o Coliseu ou o Olympia em Paris, era um sonho muito alto. Mas esperamos que seja apenas o início”.  Olhei alguns vídeos da dupla e não sei porque cargas d´agua, me lmebraram a Banda Calypso. No Recife, visitaram o Marco Zero e aproveitaram para conhecer o Frevo. Quem sabe, não incorporam também o nosso ritmo no repertório?

Veja o vídeo com o Aiué do Roça Roça, sucesso da dupla de irmãos portugueses:

Leia também:
Dupla divina: Marisa Monte com Paulinho
Tal pai, tal filho
“Palestina” do Recife: “Cadê nosso país?”
Márcia Pequeno canta Zé Ramalho
“Desempena”, Almério! Você vai longe
Novos Velhos Baianos no Recife
Pedacinho de Mim na Passa Disco 

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Divulgação

 

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *