Eleição: 52 toneladas de lixo nas ruas

É uma pena que aqueles que nós elegemos ontem tenham deixado de cumprir um requisito básico da cidadania:  não descartar lixo no espaço público. Mas não foi o que aconteceu. Apesar da proibição de boca de urna, o que não faltou foi propaganda eleitoral entulhada nas calçadas, praças, parques, ruas. Principalmente perto dos locais de votação. A Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb) informou que foram recolhidas 52 toneladas de lixo eleitoral. “Somente.”

Na manhã da segunda-feira, pelo menos aqui na Zona Norte, já estava tudo limpo. Foi necessária a mobilização de 500 profissionais entre garis, motoristas e fiscais, para recolher a  seboseira. O mutirão  também contou com o suporte de cinco caminhões compactadores de lixo. A Emlurb informa que preparou esquema especial de limpeza para manter a cidade limpa após o primeiro turno das eleições presidenciais do domingo . Bem fez o pequeno município de Serra da Saudade (MG), o menor colégio eleitoral do Brasil, que deu início e colocou fim à votação, sem um santinho só jogado no chão das ruas. Ou seja, limpinho.

No Recife, o de limpeza  exigiu varrição em todas as zonas eleitorais. O objetivo era ” recolher todo o material que foi descartado irregularmente nos pontos de votação e arredores”, segundo a Emlurb.  De acordo com a autarquia, a operação começou às 8h30m de ontem (07) com o trabalho de manutenção, coleta e limpeza das ruas. A partir das 16h30 foram iniciados os mutirões de limpeza para remover todo lixo produzido e descartado de forma inadequada durante a votação, “como faixas, cartazes e, principalmente, os santinhos de papel que tradicionalmente são distribuídos pelos candidatos e acabam jogados no chão das ruas ao longo do pleito”. E sujeira era grande pela manhã. Um horror. Que falta que a boa educação nos faz. Ainda bem que hoje, logo cedo, já estava tudo limpo. Falar nisso, a Emlurb avisa que sua Central 156 ficará fora do ar entre 16h e 18h de amanhã, terça (8/10), para serviço de manutenção.

Leia também:
O lixo eleitoral das ruas

Texto e foto: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *