Pedestre sem vez na Avenida Recife

Já está no tempo da Cttu, Dircon – ou quem de direito  seja lá quem for – passar com atenção pela Avenida Recife, uma das mais importantes da nossa cidade. É que a bagunça lá está grande, quando o assunto é respeito às calçadas. O passeio público, que deveria ser sagrado para os pedestres, vem sendo ocupado por automóveis.

E não é de hoje. Durante os sábados, as calçadas do Conjunto Inês Andreazza e prédios vizinhos são tomados por automóveis, todos com o preço de venda anunciado nas janelas ou no para-brisa. E não são nem dois somente não. São dezenas. Eles se posicionam ao lado dos muros dos condomínios, deixando um certo “espaço” para quem transita pelas calçadas. São fileiras enormes, ocupando o lugar do pedestre.

Como vocês observam aí na foto, os carros de uma agência – também na Avenida Recife –  estão todos posicionados no passeio público. E isso ocorre diariamente (da noite até a manhã do dia seguinte) e durante 24h, aos domingos e feriados, o que é verdadeiro absurdo. Absurdo maior, ainda, é o poder do município fazer vista grossa para uma situação dessa. Aliás, no Recife, em se tratando de liberação e fiscalização de agências de automóveis, a bagunça é geral.

Porque tanto em bairros nobres quanto nos mais populares, há muitas lojas que atuam nesse setor, cujo estoque é muito maior do que o espaço disponível no interior das agências. Resultado: guardam os carros nas ruas, o que também não é correto, já que atrapalham a mobilidade.  No caso da Av Recife, há duas pequenas praças cujo a asfalto é totalmente ocupado por automóveis para negociar. Agora, ocupar as calçadas, em caráter sistemático, é ainda mais grave. Já que a Cttu e Dircon nada fazem, aconselho o amigo Francisco Cunha, do Observatório do Recife, a dar uma passadinha lá e aplicar a “Multa Moral”. Só assim, esse pessoal crie “Mancômetro”, e talvez comece a exercer sua cidadania respeitando, claro, o direito dos outros cidadãos.

Leia também:
As 22.000 multas cidadãs de Francisco
Requalificação na Avenida Recife inclui também retirada de gelos baianos?
Que saudade da Rua Nova
Risco na Av Agamenon Magalhães
Acidente em calçada requer até Samu
Av Norte: reforma só atinge 12 por cento das calçadas. Pedestre corre risco

Texto e foto: Letícia Lins/ #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *