Paço do Frevo: 500 mil visitantes

O fim de semana está chegando. E e que tal falarmos de coisas boas? Um dos equipamentos culturais mais queridos do Recife – até porque tem tudo a ver com nossa identidade – o Paço do Frevo acaba de completar a marca de 500 mil visitantes. O equipamento de salvaguarda do gênero musical pernambucano foi inaugurado em 2014 e conta a história do mais famoso dos ritmos pernambucanos.  Ao entrar no museu esta semana, a estudante Carla Oliveira, 26 anos, não sabia que estava, também, entrando para a história, ao cruzar a impressionante marca de meio milhão de visitantes atendidos pelo equipamento. Surpresa…

Carla foi recebida com festa e vários presentes. Ganhou passe livre para voltar quantas vezes quiser ao museu por um ano, ecobag e kit do Paço do Frevo com voucher para o Malakoff Café e a Me Poupe Loja Colaborativa, que funcionam no mesmo espaço. Mas a comemoração não ficou nisso. Vai continuar em outubro, quando a rua em que Carla mora, receberá uma edição especial do Arrastão do Frevo. “Nunca tinha visitado o Paço antes. Ouvia falar, mas nunca imaginei que pudesse ser tão maravilhoso. Foi minha primeira vez e já foi tão importante”, disse emocionada.

Estudante ganhou brindes e festa surpresa, ao completara marca de meio milhão de visitantes no Paço do Frevo

Centro de referência de ações, projetos e atividades de documentação, transmissão e valorização do frevo,   o Paço do Frevo é realização da Fundação Roberto Marinho e Prefeitura . A  gestão é do Instituto de Desenvolvimento e Gestão (IDG), responsável pela manutenção e programação do espaço, e com expertise na área (administra, também, o Museu do Amanhã, do Rio de Janeiro). Vejam que números interessantes: desde o dia 9 de fevereiro de 2014, quando foi inaugurado, o museu já realizou mais de 84 mil visitas guiadas, recebeu 451 atrações culturais, 104 eventos dentro da programação da Quinta no Paço e do Sábado no Paço, 42 Arrastões do Frevo, 14 rodas de frevo, 7 conexões do frevo e mais 148 outras atividades.

Entre tantas ações sistemáticas, destaca-se a Hora do Frevo, atividade gratuita realizada às sextas-feiras, sempre na hora do almoço, que incentiva novas leituras instrumentais, clássicas, contemporâneas e autorais do frevo. O evento já teve 141 edições realizadas e foi contemplada com o prêmio Funarte de programação continuada para a Música Popular. Em 2017, o Paço do Frevo foi reconhecido também como Centro de Referência em Representação, Ações, Projetos, Manifestação e Salvaguarda pelo Iphan. E o frevo, vocês sabem, é reconhecido como Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco. Para os que ainda não conhecem o Paço, o museu fica na Rua da Guia, sem número (esquina com a Praça do Arsenal). Imperdível.

Leia também:
Elefante no Paço do Frevo em janeiro
Domingo de Rodas de frevo no Recife 
Paço ensina passo no fim de semana
Paço debate  passado e futuro
Paço do Frevo gratuito no fim do ano
Frevo com Beethoven no “Nóis Sofre”
É frevoooooooooooooooooooo
Frevo no Teatro Barreto Júnior

Texto: Letícia Lins/ #OxeRecife
Fotos: PCR/ Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *