Avenida Imbiribeira ganha árvores

Uma das inóspitas do Recife, a Avenida Mascarenhas de Morais, mais conhecida como Imbiribeira, vai melhorar de cara. É que aquela movimentada via da Zona Sul vai ganhar 415 mudas de árvores nativas. As primeiras foram plantadas na última sexta-feira, no canteiro central da avenida. O trecho beneficiado tem seis quilômetros, e fica entre a Ponte Motocolombó e o Aeroporto Internacional dos Guararapes. A iniciativa também assinala o Dia da Árvore, cujas comemorações se estendem pela semana.

“Essa é uma iniciativa de plantio diferenciada que visa combater as ilhas de calor em área de fluxo intenso”, afirma Bruno Schwambach, Secretário de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente. Ele espera que a iniciativa proporcione conforto térmico na área, além de melhorar sua paisagem. O plantio ali decorre de parceria com a Ademi-PE. “Nesse projeto, nós identificamos grandes corredores com ilhas de calor, levantamos o potencial existente no local para receber plantas e deflagramos uma ação de grande porte com o objetivo de aumentar o verde na área”, detalha ele.

Vêm sendo plantadas espécies nativas da Mata Atlântica, como Pau-Ferro, Sibipiruna, e Ipê (roxo, rosa e branco). As mudas usadas na iniciativa têm mais de dois metros de altura, como determina o Manual de Arborização do Recife. A medida busca aumentar o grau de sucesso dos plantios na cidade, onde cerca de 30 por cento das mudas plantadas pela Emlurb não sobrevivem. Na Mascarenhas de Moraes, a previsão é que o trabalho seja concluído no final de outubro.

O  projeto parceiro entre a prefeitura e a Ademi-PE teve início em março e prevê espalhar um total de duas mil novas árvores em diversos espaços públicos. Na verdade, trata-se de forma de compensar os estragos feitos pelo avanço da especulação imobiliária.  “Para as construtoras, essa é uma ação importante porque conseguimos viabilizar uma compensação mais rápida, mais fácil, um processo mais eficiente junto à prefeitura”, diz o Secretário. Tomara que plantem mais e mais árvores, nesses tempos em que a motosserra insana age tanto no Recife, onde as árvores decepadas já se integraram à  paisagem da cidade. Precisamos, pois, de muito mais verde.

Leia também:
Boulevard, árvores e ilhas de calor
Recife vai ganhar 2000 árvores
Compensação pela selva de concreto
Compensação pelo arboricídio
Selva de concreto ganha compensação
Selva de concreto, árvores e mutirão
Parem de derrubar árvores (130)

Texto: Letícia Lins/ #OxeRecife
Foto: Inaldo Lins/ Divulgação/ PCR

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *