“Meu bairro eu também limpo”

Tem gente que acha que tem direito de jogar lixo nas ruas. E que só o poder público, no caso a Prefeitura, tem obrigação de limpar. Nada mais errado. Manter a cidade limpa é obrigação de todos nós. Uma forma de exercer nossa cidadania. Para conscientizar a população sobre a importância dessa parceria, a Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb) criou o Projeto Meu Bairro eu Também Limpo, através do qual já beneficiou comunidades de bairros como Coque, Alto José Bonifácio, Córrego da Bica, Boa Viagem, Ilha do Destino e Ilha do Joaneiro,  todos às voltas com problemas provocados pelo descarte irregular de lixo.

O último beneficiado foi o Engenho do Meio, Zona Oeste do Recife. A intervenção serviu para eliminar ponto crítico de descarte, na Rua Antônio Borges Uchoa, onde fica a Escola Professor Leal Barros, cuja calçada, muitas vezes, impedia o acesso de alunos, devido ao acúmulo de detritos. A extensa área em frente ao muro da escola que era motivo de preocupação por conta da sujeira, agora está de cara nova. Após a ação conjunta, o local foi transformado em um ambiente limpo e agradável, com pintura do muro da escola, implantação de jardins e esculturas feitas com pneus pintados. “Meus colegas e eu fomos a várias casas junto com o pessoal da Emlurb para explicar sobre a importância da ação e sobre o funcionamento da coleta em nosso bairro. Depois, ajudamos na pintura do muro, juntamos pneus para montar as esculturas e plantamos árvores na frente da escola. Foi massa!”, conta Guilherme Moacir, 13, aluno da escola.

Para que a mudança fosse possível, as equipes de limpeza da Emlurb removeram os entulhos que ocupavam o espaço, deixando-o totalmente limpo, pronto para receber as melhorias. O resultado agradou a todos os envolvidos na intervenção. O muro da escola tem agora uma nova pintura composta por desenhos e grafites cheios de cores. No terreno foram inseridas esculturas de animais feitas a partir de materiais reaproveitados e toda a área na frente do prédio também foi decorada por plantas doadas pelos próprios moradores da comunidade, arrecadadas pelos alunos durante uma ação porta a porta feita juntamente com as equipes da autarquia. “Após as mudanças, os moradores da área se comprometeram a cuidar para que o espaço continue limpo, bonito e organizado”, informa a Emlurb. Tomara que dê certo. Sem conscientizar a população e sem punir os porcalhões, fica mais difícil manter o Recife limpo. Em alguns bairros do Recife – Poço da Panela, Morro da Conceição, Casa Amarela, Jardim Sâo Paulo, Alto José do Pinho – iniciativas dos próprios moradores conseguiram impedir que terrenos, praças e margens de canais continuassem sendo utilizados como lixões. Em alguns casos, com ajuda da Emlurb.

Leia também:
Mutirão contra lixo na escola
Mensagens positivas em muro de escola
Parklet popular na Estrada do Arraial
Hortas fazem a festa nas escolas

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Divulgação/PCR

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *