Parem de derrubar árvores (131)

Mais um toquinho. Esse foi cortado tão na base, que não posso chamá-lo de tamborete, pois a maior parte dos que encontro normalmente tem até um metro de altura. Os restos mortais ficam na Avenida Conde da Boa Vista, à altura do número 1509, na calçada da antiga Clínica Psiquiátrica Luís Inácio.

Infelizmente o Recife é assim. Devido à uma política equivocada de arborização, esta talvez seja a cidade do país onde mais se observa cenário de árvores decepadas, guilhotinadas. O pior é que os troncos permanecem por longos tempos nos  locais da degola, à espera de reposição, cada vez mais rara em nossa cidade, onde as vítimas da motosserra insana saltam aos nossos olhos em cada esquina. São indícios cada dia mais fortes, do arboricídio que atinge o Recife. Parem de derrubar árvores.

Leia também:
Parem de derrubar árvores (127)
Parem de derrubar árvores (126) 

Texto e foto: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *