Festival agita Pina e Brasília Teimosa

Se nesse sábado (1/9) a Zona Norte movimenta a cena “roqueira” com lançamento de livro de Cannibal e show da Banda Devotos  (no Alto José do Pinho), a Zona Sul não fica atrás. Com diversidade cultural bem grande, Brasília Teimosa e do Pina levam hoje seus artistas às ruas, na primeira edição do Festival ReConhecer, que acontece na Praça de São Pedro, que fica em Brasília. Juntos, os dois bairros ostentam quase 40 grupos culturais.

E é hora de mostrar o trabalho e a voz dessa turma toda. O evento vai reunir 15 grupos de teatro, dança e música. Dois palcos, o Maré e o Praia, vão receber as apresentações gratuitas a partir das 17h. A expectativa de público é mais de três mil pessoas.  Na programação está o tradicional Balé Deveras, que foi fundado em Brasília Teimosa no ano de 1980, especializado em espetáculos de danças populares. O grupo realiza o trabalho de formação com crianças, jovens e adultos das duas comunidades, em situação de risco, profissionalizando-os para atuar no mercado das artes cênicas.

Na grade há, ainda: o rapper O2 MC (que lançou em 2017 o projeto Nunca Desista com 12 faixas e participação de artistas locais e regionais),  a Orquestra de Frevo do Rubinho, o Maracatu Estrela do Mar (com repertório de canções cantadas por pescadores no ritmo de baque virado), a Cia de Danças Angelita Karrolaine (que atua mais de 20 anos com atividades relacionadas às danças folclóricas), a Banda Flora (com o seu estilo indie rock, foto acima), e a cantora Michele Monteiro (que já foi vocalista da Gatinha Manhosa e participou de parcerias com as bandas Limão com Mel e Pisa na Fulô).

Grupo Panthers trabalha com street dance, e se apresenta no Festival da Zona Sul: Brasília Teimosa e Pina.

“O festival nasce da necessidade dos próprios moradores em reconhecer a riqueza cultural de Brasília Teimosa e do Pina, que juntas possuem mais de 40 grupos culturais. Grande parte é de caráter social, o que ajuda na prevenção da violência e na promoção da Cultura de Paz”, afirma o coordenador geral do Festival ReConhecer, Rogério Ferreira. E pelo que se observa na programação, o que não vai faltar é dança. E música.

Entre as atrações do palco Maré, estão: o grupo teatral Achyles Coqueijo, Panthers e o grupo de dança de rua Hunthers  (criado há três anos). No palco Praia, se apresenta o Maracatu Nação Erê (formado para alfabetização de meninos e meninas do Centro de Educação Popular Mailde Araújo (Cepoma), o bailarino e coreógrafo Richard Thompson (com as suas performances contemporâneas), a cantora e compositora Dani Buckman, 2D MC (dono do hit Melhor do Verão, que possui quase 11 mil visualizações nas redes sociais), e o cantor Denilson Vieira.

Leia também:
Cannibal: Devotos, punk, rock e livro
Cultura underground em discussão
A única mestra de maracatu

Vá de bike com a La Ursa Tours
Colorido degradê na Ponte do Pina
Grafitagem na pista de skate da praia

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Divulgação/ Festival ReConhecer

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *