Clube de leitura: livros com desconto

Tenho um monte de livros da Companhia Editora de Pernambuco. Em um deles, Dois Recifes, de Polycarpo Feitosa (1867-1955), descobri que foi no Recife onde matriculou-se a  primeira mulher em um curso de Direito no Brasil. Colega da universitária, o autor descreve até as roupas, os sapatos e a sombrinha que ela graciosamente deixava descansar fechada sobre os joelhos, durante as explanações dos “lentes”, como eram chamados os professores, entre os séculos 19 e 20. E estou agora acabando de ler Moxotó Brabo, depois de devorar Um Sertanejo e o Sertão e Três Ribeiras, os três escritos por Ulysses Lins de Albuquerque (1889-1979). Embora sem pretensões históricas ou sociológicas, o autor faz uma descrição da vida política daquela época, da força dos “coronéis” no interior, das eleições de cartas marcadas (com cédulas preenchidas pelos chefes políticos), da ausência do estado na caatinga, do papel dos cangaceiros.  Os três foram escritos com pretensão de preservar suas memórias, mas -pelo menos ao meu ver –  transformam-se em verdadeiras lições de história para o nem sempre atento leitor do século 21.

Infelizmente  as editoras oficiais padecem de um mal comum: rede precária de distribuição de seus livros e, muitas vezes, terminam enchendo depósitos com preciosos escritos que não chegam aos leitores. A Fundação Joaquim Nabuco (que é um órgão federal) por exemplo, está fazendo doações para escoar o estoque. No caso da Cepe, a empresa acaba de criar o Clube de Leitura Cepe. O objetivo é baratear o acesso ao livro, ampliando as fronteiras do hábito de ler. Quem for do Clube terá direito a descontos que variam de 15 a 30 por cento, dependendo do produto adquirido. A Cepe possui 351 títulos disponíveis em catálogo.  “A iniciativa reflete uma política de valorização dos produtos editoriais da Cepe Editora. Somente este ano lançaremos 82 livros”, antecipa o presidente da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), Ricardo Leitão.  O Clube oferece descontos especiais, tanto nos livros como nas publicações mensais (Revista Continente e Suplemento Pernambuco), além de promoções exclusivas.

A ideia vem também como uma maneira de contemplar os usuários do e-commerce da Cepe. Atualmente, são 1.500 usuários cadastrados, que automaticamente migrarão para o Clube de Leitura.  Quem não estiver cadastrado, pode  fazê-lo agora para entrar no Clube. De 2016 para 2017, as vendas na plataforma digital cresceram 137%. E o primeiro semestre deste ano já fechou com crescimento de 20% em relação ao semestre passado. A meta é duplicar esse número até agosto de 2019.  Os descontos são de 15% para os livros, sem diferenciar títulos de catálogo e lançamentos. Já para a assinatura da Continente e jornal literário Pernambuco, o desconto chega a 30%. O participante do clube também ganha três meses de assinatura da versão digital da Continente, disponível para tablets e celulares. Basta se inscrever no site www.cepe.com.br/lojacepe. Fazer parte do clube e de suas vantagens especiais é totalmente gratuito. A Cepe, aliás, está inaugurando às 15h dessa quarta sua maior livraria física. Serão cem metros quadrados, no Mercado Eufrásio Barbosa, em Olinda.

Leia também:
“Enterrem meu coração na curva do rio”
Livros de graça no Marco Zero
Ação do Sesc já arrecadou 50.000 livros
Você tem fome de quê? De livros
Tereza: uma mulher em três tempos 
Muito linda, a versão musical da Revolução de 1817
Recife: pontes e “fontes de miséria”

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Divulgação/ Cepe

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.