Av. Norte: do velho verde à aridez atual

Quem sabe dizer que Avenida é esta aí da foto? Tantas palmeiras assim, a gente vê – de outras espécies, claro – nos canteiros centrais e calçadas de cidades que mostram muito cuidado com a arborização. Vi muitas palmeiras nas ruas de Miami, por exemplo. Mas estas da foto são aqui mesmo, no Recife. Ou melhor, na Avenida Norte, uma das principais vias da cidade e que passa no momento por obras de polêmica requalificação.

A confusão é tão grande, que o Instituto Casa Amarela Saudável e Sustentável (Icass) enviou um ofício à Prefeitura, solicitando que a população seja ouvida, antes da implantação de serviços no bairro de Casa Amarela. É grande a quantidade de reclamações, por exemplo, com a altura do novo canteiro central, que tem atrapalhado a travessia de idosos, deficientes, cadeirantes. Chegaram denúncias ao Icass que já houve até atropelamento de animais. Os totós tentam descer o canteiro central e se estrepam no asfalto, sendo atingidos por carros que ali trafegam.

Requalificação na Avenida Norte está deixando a via ainda mais árida. “Prá vida ter qualidade, vamos cuidar da cidade”

Já abordei aqui no #OxeRecife várias vezes o problema de requalificação da Avenida Norte, inclusive ouvindo pedestres e testando, eu mesma, os seus caminhos. Reclamei de trechos de calçadas que não serão contemplados na reforma. Mas nos quais não se consegue andar. A não ser de quatro. Dia desses, desisti de minha caminhada, porque a calçada bem pertinho da BR 101 não dava para andar. Nesta semana, voltei a caminhar pela via, que tem um trecho bem arborizado, na altura do bairro da Macaxeira até o número 7177, justamente no canteiro central. A partir daí até o 7147, o que se vê – ainda – são os famigerados gelos baianos, verdadeiros monstrengos que embrutecem qualquer paisagem, incluindo a do Recife. Depois, o que separa as duas faixas da Avenida é um canal, que um dia foi riacho e que hoje é esgoto a céu aberto como é comum no Recife.

O canal vai até local de encontro muito popular em Casa Amarela, onde há jogo de dominó o dia todo. Depois, acabou. E aí é o canteiro central em obras, bem polêmico, que promete deixar a Avenida Norte ainda mais árida, conforme vocês podem observar na foto do trecho onde a requalificação está sendo implantada. “A população reclama da grande extensão sem travessia, da altura do canteiro, da falta de acessibilidade”, afirma Vandson Holanda, coordenador do Icass. Ele diz, ainda, que a iluminação central vai privilegiar os carros que passam nas duas mãos da avenida e não o pedestre, que é quem precisa de luz e segurança, ao transitar pelas calçadas. Pois eu acho que além de todos esses problemas, a arborização parece não ter sido contemplada na reforma. Dá até a impressão que árvore é artigo de luxo ou  equipamento dispensável para os técnicos do poder público municipal. Como se não bastassem os “tamboretes” (troncos cortados) que deixam pelas ruas, ainda esquecem de arborizar uma via movimentada como aquela, que precisa oxigenar seu ar. No entanto, a propaganda oficial que vejo na TV diz assim: “Prá vida ter qualidade, vamos cuidar da cidade”. Pois tá bom. Cuidado é tudo que o Recife precisa. Mas cadê?

Leia também:
Calçadas crateras na Avenida Norte
“Canteiro” sem verde na Avenida Norte
Requalificação da Av Norte inclui retirada de gelos baianos das calçadas?
O canteiro da discórdia na Avenida Norte

Texto e fotos: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *