Troque o lixo eletrônico por plantas

Vamos aproveitar o final de semana para dar uma limpeza em casa? Recolher aquele computador que você não usa, a impressora que pifou e foi substituída, ou mesmo o televisor aposentado, desde que o serviço analógico cedeu lugar ao digital. Depois, você junta tudo e no próximo dia 25 de julho vai até o Pátio de São Pedro, onde pode trocar materiais eletrônicos (em desuso ou quebrados) por mudas para o seu jardim. Não é uma boa? Você se livra das tralhas domésticas e ainda ganha uma plantinha para tornar mais saudável a sua casa. E o material descartado poderá ser reutilizado, o que contribui para reduzir os danos provocado à natureza por esse tipo de detrito. Tudo por conta da saudável campanha Mude com mudas.

Se todo dia houvesse iniciativas desse tipo, a natureza estaria em condição bem melhor, aqui no Brasil. Afinal, nas Américas, o nosso país só perde em produção de lixo eletrônico para os Estados Unidos. Em 2016, o Brasil produziu 1,5 milhão de toneladas desses descartes, de acordo com o relatório Global E-waste Monitor 2017, produzido pela Universidade das Nações Unidas (UNU), com a União Internacional de Telecomunicações (ITU) e a Associação Internacional de Resíduos Sólidos (Iswa). Imaginem, então, o volume. Ou seja, o Brasil ocupa uma boa parcela das 40 milhões de toneladas de lixo eletrônico produzido anualmente no mundo.

O descarte errado do lixo eletrônico (o de qualquer um outro resíduo sólido) só problemas provoca ao meio ambiente.  A campanha de troca de lixo eletrônico por mudas integra a ação Ocupe Campo & Cidade – Não quero mais a fome no meu País!, que é um dia de atividades realizado pelo Centro Sabiá, em comemoração aos seus 25 anos, com alerta para o crescimento do número de pessoas em situação de extrema pobreza no Brasil. A ação acontece no dia 25/07 em vários locais no Estado e também no Pátio de São Pedro, com Exposição de Alimentos Agroecológicos, Exposição de Fotografias, Rodas de Conversa, Intervenções Artístico-Culturais e um show à noite, com atrações a confirmar. Além da ação, Mude com uma muda. Toda programação é gratuita e aberta ao público.

A Campanha de Troca de Lixo Eletrônico por Mudas de Plantas é uma parceria com os Trapeiros Emaús.  Saibam quem são a Sabiá e os Trapeiros Emaús. A primeira é uma organização não governamental que atua em Pernambuco há 25 anos, nas áreas de agroecologia e agricultura familiar, principalmente nas regiões do Semi-Árido. Já os Trapeiros Emaús estão no Brasil há 22. A organização foi fundada na França em 1949, e hoje atua em 42 países. No Recife, eles recolhem objetos usados, consertam e realizam bazares, revendendo os equipamentos consertados ou reciclados a populações de baixa renda. O dinheiro é revertido para as pessoas que trabalharam no conserto. Portanto, troque seu lixo eletrônico por uma planta. A população carente e a natureza agradecem.

Leia também:
A vez dos reciclados na Fenearte
Faça esse gol: beba na lata, ajude a mata
Não jogue lixo na rua. Chame o 156
O porco bicho e o humano porco
O Recife e os porcos urbanos
BR 101 vira depósito de lixo
Cozinha sustentável no Jardim Botânico

Serviço:
Campanha: “Você Muda com Mudas – Troque seu lixo eletrônico por uma muda e se conecte a natureza”
Quando:Dia 25 de julho, das 8h às 17h
Onde: no Pátio de São Pedro, bairro de Santo Antônio, Recife (PE).

Texto e foto: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *