Palestra, feira e cantoria na Academia

O 25 de julho é considerado Dia Nacional do Escritor. E nada melhor do que a Academia Pernambucana de Letras, para assinalar a data no Recife. E com grande festa, aberta ao público, a partir das 15h dessa segunda-feira (23), contando com participação de outras doze academias, inclusive a Brasileira e de pelo menos dez municípios pernambucanos. Haverá conferência, feirinha, viola e cantoria, distribuição de publicações (livros e revistas da APL).

O responsável pela conferência é o advogado e escritor José Paulo Cavalcanti Filho, que é imortal da APL. Ele escolheu como tema   Água de Bacia e o mar que estronda. Um enigma a decifrar? Nem tanto. “ As pessoas, em sua maioria, veem a literatura como algo sofisticado, de quem é rico em informação, de quem estudou. Eu me proponho a chamar a cerimônia da APL para um outro tipo de poesia inspirada no membro da Academia Brasileira de Letras, Sílvio Romero”, explica. E acrescenta: “Ele dizia que a poesia, a literatura, os clássicos eram água de bacia e a dos cantadores é mar que estronda, uma coisa que sai de dentro. Então, nós vamos falar sobre a poesia popular e o papel dos cantadores na disseminação da cultura pelos interiores do nosso Brasil. A arte, a sabedoria e a competência desses cantadores mostrando também que eles fazem a boa literatura”.

Ou seja, um assunto bem interessante. E, claro, sendo assim, dois convidados ilustres ficarão encarregados da cantoria: Ivanildo Vilanova, o “Príncipe dos Cantadores”, que tem mais de 50 anos de estrada com sua viola. E o outro é Oliveira de Panelas, o “Pavarotti das Cantorias”, e que já cantou até para o Papa João Paulo I e para o Rei Roberto Carlos.  Municípios como Gravatá, Olinda, Escada, Moreno, Palmares, Paulista, Caruaru, Jaboatão dos Guararapes marcam presença na festa.

Não deixe de ir. A APL fica na Avenida Rui Barbosa, 1596, Graças. Além de enriquecer seus conhecimentos, é sempre muito agradável visitar o bonito prédio da APL, que passou por restauração e tem sempre que eu mostrar aos visitantes, sendo, algumas vezes, destino de programas de sensibilização turística, como é o caso do Olha! Recife. É uma preocupação da Presidente, Margarida Cantarelli, aproximar cada vez mais a APL do público e inclusive dos jovens, tarefa esta que delegou ao escritor e acadêmico Cícero Belmar, que já levou até HQ e cultura geek para rodadas de diálogos que acontecem nas tardes do sábado na APL. Eu, por exemplo, não perco um encontro. Veja o que ele diz:

Leia também:
HQ na Academia Pernambucana de Letras
Carlos Pena, dos “Desejos Presos” na APL
Cultura geek chega à Academia
Na trilha de barões e imortais
Conversa com Sidney Niceas na APL
Cícero Belmar agora é imortal
Livro e Academia mobilizam escolas

Texto e foto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Divulgação/ PCR/ Arquivo #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *