Horta Urbana: três anos com festa

Era para ser uma praça. Mas a área foi totalmente esquecida pelo poder público, e terminou virando um terreno abandonado, que passou a ser usado pelos moradores para descarte de lixo doméstico, metralhas, móveis usados. Até que a população cansou de esperar, e decidiu ocupar o espaço público com plantas decorativas, hortaliças e árvores frutíferas. Três anos depois, há o que comemorar. E a festa de aniversário é na segunda-feira (19), a partir das 10h da manhã na horta urbana de Casa Amarela, na Rua Professor Souto Maior, naquele bairro da Zona Norte do Recife.

A Horta Urbana fez uma parceria com a Feira Livre do Poço, e haverá barraquinhas no local para a venda de comidas, artesanato, bebidas, plantinhas, brechó. Às 10h, tem oficina que tem tudo a ver com a história do local, sobre plantio de hortaliças. Às 10h30, há meditação com  João Augusto, do Centro de Estudos Budistas Bodisatva. No mesmo horário, uma oficina para crianças. Terminada a meditação, a vez é do barulho, com oficina de percussão com o professor Jorge Martins. A programação recomeça às 14h, com nova aula de percussão, com o mesmo instrutor.

Às 15h, os batuques cedem lugar a uma música mais suave, com apresentação do Coral Cantarte, com o Maestro Jadiel Gomes. A sessão tem participação do violinista Fernando Vilachan.  às 15h30, há roda de diálogos sobre agricultura e reflorestamento urbano, com o professor e ambientalista Nélio Fonseca. Às 16h30, tem plantio e distribuição de mudas. E, no final, Coco de Miudinho do Xambá e, claro, parabéns para você. Além da Feira Livre do Poço, o evento conta com parceria da ONG Sabiá, do Centro de Estudos Budistas Bodisatva, Casa da Mulher do Nordeste, Fase, Fundaj , Governo de Pernambuco  e Prefeitura. Casa Amarela tem se destacado pelo exemplo de organização dos moradores que contam, também, com os serviços do Instituto Casa Amarela Saudável e Sustentável (Icass).

Leia também:
Sementes que brotam da Zona Norte
Casa Amarela em campanha pela horta
Casa Amarela cada vez mais cidadã
Festa com samba na horta urbana
Isso não é um assalto, é horta no asfalto
Entre a horta urbana e a insegurança
Aprenda a adubar a horta urbana
Hortas fazem a festa nas escolas 
Hortas orgânicas crescem nas escolas
Mensagens positivas no muro da escola

Texto e foto: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.