Ecoférias começam no Jardim Botânico

Em uma cidade cada dia mais verticalizada – e em tempos de sumiço dos velhos e arborizados quintais – nada como curtir de perto a natureza, aliando o lazer à educação ambiental para a criançada, que está de férias nesse mês de julho. Amanhã (10), um dos equipamentos públicos mais interessantes de nossa cidade, o Jardim Botânico do Recife, inicia sua programação de férias totalmente voltada para a natureza. Tudo de graça.

A programação está bem interessante: oficinas, trilhas ecológicas, gincanas, entre outras atividades. As ações ocorrem diariamente, pela manhã e à tarde, das nove às 16h. As inscrições acontecem, sempre, às nove da manhã e às 13h. O tema das atividades deste mês de julho é o Verde Urbano, para conscientizar as crianças sobre a importância de preservar o meio ambiente e induzi-las a uma reflexão sobre os benefícios proporcionados pelas áreas verdes ( infelizmente nem tão bem cuidadas nas ruas, parques e jardins da nossa cidade).

A programação da terça (10), tem Caminhada Ecológica Olha o Sagui e (às 10h).  À tarde, às 14h, há outro passeio, Explorando o JBR. Na quarta (11), pela manhã há Caminhada Ecológica Explorando o Jardim Botânico (10h) e Gincana Ecológica, Que árvore é essa? (11h). De tarde, 14h, tem Gincana de novo. Na quinta (12), a programação é a mais ampla. Pela manhã tem Trilha de espécies ameaçadas (9h30m); Vivência ambiental: Descubra se sou arbórea, frutífera ou medicinal (10h10m); Oficina de criação literária natureza poética (10h10m); Árvore dos desejos, construindo a cidade que eu quero (produção coletiva, às 11h).

Ainda na mesma quinta, à tarde, tem Embolada Um pé de quê (13h30m); e Caminhada ecológica Olha o sagui do tufo branco (14h); Oficina de origami (no mesmo horário); Árvore dos desejos, a cidade que eu quero (15h). Na sexta (16), a programação da manhã começa com Caminhada ecológica Que bicho é esse com oficina de máscaras (9h30m); Oficina de haicais ambientais (10h10m); Árvore dos desejos (11h). E à  tarde da sexta, tem Trilha ecológica das espécies ameaçadas (13h30m), Contação de história, a cidade da concretolândia (14h); Rimas para a natureza (14h); Árvore dos desejos (15h).

Leia também:
A caatinga no Jardim Botânico
Jardim Botânico amplia serviços
Cactos viraram plantas decorativas
Morros ganham colônias de férias

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Lu Streithorst/ Divulgação/ PCR

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *