Confusas, placas são recuperadas

Mal distribuídas e mal colocadas – algumas escondidas atrás de outras ou de postes – as placas de sinalização turística do Recife estão sendo recuperadas, e devem ficar prontas até o final do mês de julho. Tomara que sejam, também, redistribuídas. Pois há algumas tão mal posicionadas, que ninguém nem consegue ver. E muito menos os turistas.

Informa a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer da cidade que 30 placas serão recuperadas, com reposição de adesivos, manutenção do braile e até substituição total da placa (estrutura de sustentação, chapas de aço e adesivos). O investimento é de aproximadamente R$ 50mil.

Serão contemplados alguns dos mais importantes e movimentados pontos turísticos da cidade como a Torre Malakoff, Rua do Bom Jesus, Capela Dourada, Conjunto Franciscano do Recife, Conjunto Carmelita e Pátio de São Pedro. Quatro mapas que mostram onde a pessoa está e o que podem fazer por perto já foram recuperados: os que ficam no Marco Zero, no Cais da Alfândega (no Centro). E no Parque Dona Lindu e na Praça de Boa Viagem (Zona Sul).

As próximas placas a serem recuperadas serão: Conjunto Franciscano, Capela Dourada, Teatro Santa Isabel, Antigos trilhos dos bondes, Rua do Bom Jesus, Mercado de São José,  Forte das Cinco Pontas, Igreja do Rosário dos Pretos, Conjunto Carmelita, Torre Malakoff, Ponte Maurício de Nassau, , Antiga Casa da Moeda, Local de achados arqueológicos da rua da Moeda, Jardins do Palácio do Campo das Princesas, Arquivo Público Estadual e Ginásio Pernambucano, este na Rua da Aurora.

Leia também:
Sinalização irracional e poluição visual
Holandês, fantasma e revitalização
No feriadão, cuidado com o tubarão
Represa cheia vira “praia” no Sertão

Texto e foto: Letícia Lins/ #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *