Duas estreias no Música na Igreja

Conhecida pelo trabalho social no Coque, uma das áreas mais marginalizadas do Recife, mas sobretudo pelo talento dos seus jovens integrantes, a Orquestra Criança Cidadã é a atração do Projeto Música na Igreja deste domingo, 1 de julho. E apresenta-se com uma novidade. Aliás, uma novidade dupla. No caso, a estreia de dois grupos de câmara, o Trio Optus (foto) e o Quarteto Vivace.

O início do concerto está previsto para 17h, na Igreja da Madre de Deus, no Bairro do Recife. O acesso é gratuito e não é preciso retirada anterior de ingressos. O programa  da apresentação inclui clássicos dos séculos 16 e 17, segundo o Maestro Nilson Galvão. O Quarteto Vivace interpreta o Quarteto em sol maior, op. 76 n° 1, do austríaco Franz Joseph Haydn (1732-1809). O Trio Opus tem a missão de executar o Trio de cordas em ré maior, op. 09, n° 2, de Ludwig van Beethoven (1770-1827).

Chama-se música de câmara aquela executada por pequenos grupos instrumentais, de dois a nove integrantes: duos, trios, quartetos até nonetos. Já o nome “câmara” vem das câmaras (recintos) palacianas, onde o repertório clássico era costumeiramente tocado para a aristocracia. Trata-se de uma tradição musical que requer plenos entrosamento e atenção entre os músicos, além de maior proximidade e concentração da plateia. Ou seja,  um universo essencialmente intimista, se comparado à ópera e à música sinfônica.

Leia também: 
Música na Igreja em clima de Natal
Hoje tem Projeto Música na Igreja
Domingo verde e musical
Domingo musical na Igreja e no Palácio

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: OCC/ Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.