Desolação na Praça Oswaldo Cruz

Gente, está de fazer dó a Praça Oswaldo Cruz, que fica entre os bairros de Soledade e Boa Vista. Por acaso passei lá no último final de semana, durante mais um percurso do Grupo Caminhadas Domingueiras. Fiquei triste com a desolação. Infelizmente, essa é uma característica do nosso Recife: deixar cair aos pedaços, os nossos equipamentos públicos.

A Praça – que passou um tempo adotada pela Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), mas nem por isso tão bem cuidada como deveria ser – está de mal a pior. Totalmente abandonada. As colunas estão pichadas, os bancos quebrados, tem lixo acumulado. E a área central virou abrigo de moradores sem teto, que ali depositam toda a sua “mobília”.

Os bancos antigos em concreto estão imundos, pichados e em alguns deles há pichações. Os em ferro com encosto e assentos de madeira estão com pedaços faltando. O gramado já se foi, e acho que morreu de vez, porque nem o inverno rigoroso conseguiu restabelecer o verde. Lixo, tem em todos os lugares, inclusive no laguinho. Estudantes de cursinhos e universidades próximas se queixam do abandono.

Leia também:
Praça Tiradentes é a exceção da regra
Praça alegre e colorida na Mário Melo
Oásis do Hipódromo
Apipucos pede socorro
Bagunça no Mercado da Madalena

Texto e foto: Letícia Lins/ #OxeRecife

Compartilhe